Tag Archive for vendas

Trabalhando em casa: você sabe “vender o seu peixe”?

Olá a todos os amigos do Clube do Dinheiro! Já comentamos aqui em outras oportunidades sobre a importância do marketing pessoal para todos aqueles que trabalham em prestação de serviços (consultoria, desenvolvimento de software etc.), mas talvez não tenha ficado suficientemente clara tal relevância principalmente dentre aqueles que trabalham em casa, a partir de seu home office.


É, talvez você até “torça o nariz”, pois tudo o que você desejava era poder trabalhar em paz, de sua casa, recebendo propostas de trabalho e cumprindo-as. Mas simplesmente sentar e esperar que elas cheguem até você não será suficiente, você vai precisar planejar e executar sua estratégia de marketing pessoal, “vender o seu peixe”. E se você não está acostumado a isso, talvez não seja fácil da primeira vez – mas conforme for conquistando os frutos advindos de tal autopromoção, você se sentirá mais e mais motivado para fazer isso.


E por onde começo? Essa deve ser a pergunta em sua mente, neste exato momento. Comece por fazer uma lista de fóruns, grupos de discussão por e-mail e grupos ou comunidades em redes sociais relacionadas ao seu ramo de atuação. Vamos supor que você é um consultor de carreiras em esportes, então você deve considerar como relevantes todos os grupos, comunidades e fóruns onde possa encontrar possíveis clientes, não? Após construir tal lista, você deve inscrever-se em cada um deles e participar diariamente dos mesmos! Sim, diariamente, isso pode tomar um pouco de tempo na primeira semana, mas depois o fluxo de novidades será menor e você conseguirá filtrar e acompanhar as discussões que o interessam.


E o que devo escrever? Se você quer ser um expert em sua área de atuação, aja como sendo um expert! Sendo assim, tire dúvidas de outros membros do grupo, traga ou discuta notícias de sua área, publique textos de sua autoria explicando temas pertinentes etc. Aos poucos, você ganhará o respeito e admiração daqueles que participam daqueles grupos.


E quando me autopromover? Uma tentação que você deve evitar é a de autopromover-se em cada mensagem. Autopromoção em excesso não terá um impacto positivo para a sua imagem naquele(s) grupo(s). Em vez disso, primeiro contribua com o grupo até alcançar 30 ou 50 mensagens. Depois disso, caso seja permitido, publique uma nova mensagem comentando a respeito de seus serviços e como espera ajudar aqueles que o procurarem. Outra oportunidade é por meio da sua assinatura – em fóruns de discussão e e-mail, é possível configurar uma assinatura contendo uma mensagem textual com um hyperlink. Depois, você pode, vez ou outra, quando encontrar uma oportunidade adequada, comentar sobre os seus serviços em outras postagens que forem bem relevantes – geralmente de alguém justamente precisando de sua ajuda!


Não sou um expert em autopromoção, mas tenho certeza de que estes passos simples vão ajudá-lo a “vender seu peixe” pela web. Você também pode buscar alternativas offline, como escrever artigos ou colunas para revistas em sua área e publicar anúncios em classificados de jornais locais, entre outros. Abra bem os seus olhos e não perca as oportunidades para fortalecer seu marketing pessoal!

10 dicas de vendas


Lógico que realizar vendas é muito mais do que seguir apenas 10 dicas de vendas, pois existem as técnicas de vendas e também as técnicas de negociação, além de tudo mais que foi aprendido neste curso de técnicas de vendas e negociação. Porém, algumas dicas extras antes de finalizar os artigos deste curso merecem uma atenção especial.

Pode ser considerado até um resumo daquilo que é mais importante quando o assunto é vendas. Confira 10 dicas de vendas e tenha melhores resultados:

1. Tenha sonhos

Por mais que pareça estranho uma dica destas para te ajudar a vender, o vendedor é motivado através de sonhos. E quando digo sonhos, não são somente sonhos profissionais, como de se tornar gerente ou diretor e ganhar mais status e dinheiro; pode ser apenas um sonho pessoal, como o de comprar uma casa nova, reformar a sua, trocar de carro ou fazer uma viagem de férias.

Pessoas movidas a sonhos tendem a trabalhar mais motivadas e conseguem passar esta motivação para os compradores, aumentando muito as chances de sucesso nas vendas.

2. Conheça o que vende e onde trabalha

Não adianta querer vender algo que não conhece ou até mesmo trabalhar sem conhecer a missão e visão de sua empresa. Saiba antes para quem você está trabalhando a fim de vestir a camisa e trabalhar com mais motivação. Depois, estudo sobre o produto ou serviço com determinação.

Separe sempre um tempo do seu dia para aprimorar seus conhecimentos sobre algum dos produtos que vende. Pesquise sobre o assunto e a área que trabalhe e faça de seus argumentos de vendas infalíveis. Com certeza fica mais fácil vender assim.

3. Prepare-se para cada venda

Estar preparado garante 50% a mais de chances de um sucesso de vendas, pois você sabe o que responder diante de qualquer questionamento sobre o produto ou serviço e também sobre o processo de venda, cadastro do cliente, formas de pagamento, etc.

Um vendedor que não sabe responder como funciona um produto, quais os benefícios, como poderá pagá-lo, fazer um crediário, etc. perde boas chances de vendas.

4. Seja simpático

Nada pior do que comprar algo com uma pessoa que não sorri ou não sabe atender bem, não é mesmo? Então seja sempre simpático, tenha um sorriso no rosto e trate bem os seus clientes para que eles se sintam à vontade durante a compra e tenham interesse em voltar a comprar com você em outra ocasião.

5. Preste atenção em seu cliente

Ver se seu cliente está com pressa, se gostou ou não do que você disse a ele, como é a reação quando vê algum produto, etc. te ajudam a vender melhor, pois você é capaz de saber o que ele quer ou conhecer um pouco mais o seu gosto. Assim, vai falar o que ele quer ouvir e mostrar somente o que quer ver.

6. Ofereça demonstrações ou amostras grátis

As pessoas gostam de conhecer o funcionamento do produto antes de comprar. A melhor forma de proporcionar isto a elas é oferecendo uma demonstração do mesmo ou até dando uma amostra grátis, quando o produto permite.

Lógico que, além de demonstrar como funciona, deverá enaltecer seus benefícios a fim de que ela veja as vantagens de utilizá-lo e não somente como utilizá-lo.

7. Tenha uma boa comunicação

Não use aquele linguagem formal e chata, mas também não vá falar em gírias ou palavriados que o cliente não entende. Isso faz com que ele se sinta desconfortável e não queira fazer a compra.

Seja sempre informal, mas sem soar como um super amigo, pois não tem como querer ser íntimo, já que a pessoa pode se sentir desconfortável.

8. Não pressione o cliente

Se o cliente estiver na dúvida se vai ou não comprar determinado produto, deixe que ele tome a decisão tranquilamente. Se notar que ele está querendo conversar com alguém para pedir uma opinião, deixe-os sozinhos e diga que estará por perto para que possa pensar com calma. Jamais fique questionando se ele já tomou uma decisão.

9. Treine a sua paciência

Fazer vendas é ser paciente a esta qualidade deve ser treinada constantemente porque existem pessoas que demoram muito para comprar ou não um produto e somente sua paciência poderá ajudá-la a se decidir por ele.

10. Comemore os resultados

Se vender bem em um dia, saia para comer alguma coisa, conte para a esposa e comemore as boas vendas. Assim, você ganha ainda mais motivação para fazer com que outros dias possam ser tão bons como este.

E então, gostou destas 10 dicas de vendas? Lógico que não são somente estas que vão te ajudar, mas seguindo-as de maneira correta, suas vendas vão começar a aumentar, com certeza.

O uso de tecnologia para aumentar as vendas

Não tem como negar que as novas tecnologias influenciam grande parte de nossa vida, mas já pensou como pode ser o uso de tecnologia para aumentar as vendas?

A começar pela grande internet e diversas formas de interação com seus clientes até chegar no marketing digital, a tecnologia ajuda a impulsionar as vendas.

Infelizmente, quem ainda não é muito adepto dos novos modelo tecnológicos pode sofrer um pouco e até mesmo perder vendas devido à falta de atualização. E como você não quer fazer parte dos vendedores “homens da caverna”, vai querer se adaptar ao uso da tecnologia para aumentar as vendas, não é verdade?

Ferramentas de tecnologia que ajudam nas vendas

Para entender melhor como o uso de tecnologia pode aumentar as vendas, nada melhor do que conhecer algumas ferramentas que ajudam nesta parte, não é mesmo?

Ao final, com certeza, você achará alguma que poderá ajudar sua empresa a vender ainda mais.

  • Celulares e tablets

Os celulares, tablets e afins na área são os mais conhecidos dispositivos tecnológicos que ajudam nas vendas. Mas por quê?

Talvez você nunca tenha percebido, mas já pensou em quantos clientes te ligam para perguntar o preço de algum produto ou saber se ele tem em seu estoque? Imagine se você não tivesse um celular a mão para ser encontrado a qualquer hora e em vários lugares…

Os tablets são computadores portáteis simples que ajudam você a navegar na internet e responder e-mails de clientes, colocar vendas no sistema, acessar o site da empresa, etc. de qualquer lugar também.

Assim, não precisa mais ficar preso em sua mesa para vender. Com estas ferramentas de tecnologia, você consegue visitar muitos clientes e continuar vendendo para outros à distância. Mais prático e econômico.

  • Sites próprios

Junto com os celulares, tablets e acessórios da área, o aumento de vendas pela internet é enorme e adaptar-se a este novo perfil oferecendo um canal diferente para seu cliente efetuar compras é uma forma de usar a tecnologia a seu favor e vender mais.

Não precisa exatamente deixar de ter sua loja física para vender somente pela internet, mas unir as duas opções e atingir a públicos presenciais e online é uma maneira de ganhar mais clientes e assim, vender mais.

  • Sistemas de vendas e CRM

Se você possui um software instalado em seu computador para controlar as vendas, gerar relatórios e armazenar os dados dos seus clientes, bem como o histórico de compras (CRM), você já está garantindo novas vendas, além de praticar o marketing de relacionamento, aumentando as chances de conseguir clientes fiéis.

Através de um CRM (cadastro dos clientes) fica fácil ter o nome, endereço de e-mail para enviar ofertas, telefone para ligar e ver se está precisando de alguma coisa, bem como ver quanto tempo fez sua última compra para perguntar se não está precisando de nada.

São ferramentas simples que não custam muito, mas rendem clientes mais satisfeitos e novas vendas.

Estas são somente algumas ferramentas de tecnologia para aumentar as vendas, mas é possível utilizar muitas coisas, conforme o ramo de seu negócio. O importante é saber que você pode vender mais se atualizando com as novidades do mercado.

Vantagens do uso de tecnologia para aumentar as vendas

São diversas as vantagens do uso de tecnologia para aumentar as vendas. Entre os principais fatores temos:

  • Diminuição de custos
Quando você faz uma venda através da internet ou pelo celular não precisa dirigir-se até o cliente, evitando assim o custo de transporte, mais um possível cafézinho que tomaria com ele, etc.
Então vale a pena ficar um pouco mais antenado com estas novidades e economizar combustível, não é mesmo?
  • Marketing de relacionamento
Estando conectado ou o tempo todo atento ao que o seu cliente quer pela internet ou telefone, a criação de um bom relacionamento ajuda nas vendas também.
Assim, é uma forma de fazer seu marketing de relacionamento ao mesmo tempo em que ganha dinheiro com o aumento das vendas. Isso se chama “unir o útil ao agradável”.
  • Investimentos baixos

Grande parte dos investimentos de tecnologia para aumentar vendas não custam muito em relação ao retorno que trarão sobre a receita da empresa. Um simples celular ou tablet, por exemplo, faz milagres e não está em um preço tão alto no mercado.

Lógico que você também não precisa investir em tudo da noite para o dia. Vá investindo aos poucos e verá bons resultados.

E então, vai começar a usar tecnologia para aumentar suas vendas ou prefere ficar desatualizado e não ganhar mais dinheiro? Cabe a cada empreendedor escolher as medidas que mais de adequam a sua empresa com o uso de tecnologia.

E para quem já usa, vale dividir como é esta experiência do uso de tecnologia para aumentar as vendas com os demais…

Como realizar muitas vendas – Técnicas de vendas

Depois de conhecer as técnicas de uma boa negociação é o momento de saber como realizar muitas vendas. Isso se dará através de técnicas de vendas, que na verdade são apenas habilidades que devem ser treinadas por cada pessoa.

Uma boa negociação já pode envolver uma venda, mas nem sempre negociar quer dizer querer vender algo. Mas e quando queremos vender alguma coisa? Como podemos finalizar a venda e ter sucesso, alcançando as metas? As dicas são várias. Além de usar as técnicas de negociação, há muitas técnicas que te ajudarão a vender mais.

Assim como em uma negociação normal, lidar com vendas significa seguir alguns processos e trabalhar algumas qualidades que já possui, assim como desenvolver melhor as que precisam de aperfeiçoamento.

1 – Esteja preparado para tudo

Quando se fala tudo, é tudo mesmo. Esteja preparado tanto para responder perguntas sobre o produto ou serviço que irá vender e também para vender a todo e qualquer tipo de perfil de cliente.

Lembre-se que faz parte das técnicas saber como lidar com as pessoas e ter paciência para entender o que ela precisa, bem como saber dizer os benefícios dos produtos ou serviços que vendem para convencer o cliente a comprar.

Caso não esteja preparado para alguma destas situações, há grandes chances de perder a venda. Lógico que, se você está a pouco tempo na empresa, demorará um tempo para se adaptar, mas sempre que for possível pergunte aos funcionários mais antigos e jamais perca uma venda por falta de informação.

2 – Conheça a sua concorrência

Se você é o dono da empresa, o gerente, um vendedor ou somente assistente, não importa: você deve conhecer sua concorrência a fim de conseguir comparar os produtos ou serviços e mostrar ao cliente porque é mais vantajoso comprar o seu e não o da concorrente.

Para isso, faça uma visita na loja concorrente, pergunte (mesmo se for a conhecidos) o que as pessoas acham de seu rival e tente ver se há alguma coisa que possa te ajudar em seu negócio. Nem sempre o fator predominante é o preço, então se você vende um produto mais caro, saiba dizer o porquê dele ser mais caro e mesmo assim compensar ao cliente levar este do que outro..

Esta parte de conhecimento da concorrência influencia muito em sua argumentação de vendas.

3 – Ponha-se no lugar do cliente

Depois de estar preparado para todos os perfis de clientes e conhecer o que sua concorrência oferece, saber o que seu cliente quer é fundamental para uma boa venda. Sabendo o que ele espera do produto ou serviço e qual é seu objetivo na compra fica muito mais fácil convencê-lo a vender, pois você pode colocar-se no lugar dele e pensar o que ele gostaria de ouvir ou então o que convenceria ele a levar aquele produto.

Esta técnica de venda vale bastante nos demais processos de um negócio, pois praticar a empatia, colocando-se no lugar da outra pessoa e a tratando da forma como queria ser tratado é uma das habilidades mais importantes em qualquer tipo de profissional que deseja obter sucesso, principalmente um vendedor, que lida dia a dia com pessoas diferentes e estranhas e deve ter a paciência para entendê-la e convencê-la a levar aquele produto ou serviço.

Estas são somente algumas dicas de como realizar muitas vendas. É claro que existem diversas técnicas de vendas, assim como dicas (que veremos também adiante), mas é melhor treinar e aperfeiçoar as características mais importantes do que querer mudar radicalmente e não conseguir fazer nada.

Toda técnica, mesmo que pareça teoria, é somente uma questão de prática. Você aprende a vender melhor depois que se conscientiza de que precisa vender melhor, de que pode ser um melhor negociador e vendedor e então começa a treinar as habilidades que não são tão desenvolvidas ao mesmo tempo em que procura ajuda para “achar” aquelas que ainda não conhece, mas que já existem em algum lugar em você.

Vender é uma prática constante onde as experiências do dia a dia tornam as técnicas de vendas mais fáceis e produtivas. No final, você estará vendendo tanto que conseguirá aquela tão sonhada promoção. E para os que já são donos, depois de ver que praticar estas simples habilidades te ajudará a realizar muitas vendas, terá até mesmo que ampliar os seus negócios.

Comece praticando as técnicas de vendas e depois nos conte como conseguiu realizar muitas vendas!

Por Jeniffer Elaina

Você se considera um bom vendedor e negociador?

Você se considera um bom vendedor e negociador? O título deste artigo já diz tudo sobre o que iremos discutir no curso de Negociação e Vendas. Mas por que fazer um artigo destes em um curso? Não é melhor ir direto ao ponto? Não. Mesmo que possa parecer perda de tempo (coisa que não é de jeito nenhum), este artigo é de importância fundamental para os demais do curso e você deve levá-lo muito a sério, pois servirá de elo para muitos outros assuntos que discutiremos. Mas se você ainda não entendeu o porquê e já está pensando em desistir de ler, confira você mesmo o restante e depois diga se é ou não importante.

O objetivo deste artigo é promover uma reflexão que poderá te ajudar a ver quais suas habilidades e defeitos em relação às técnicas de negociação e vendas. A ideia não é saber se você realmente é um bom negociador, pois ainda não vimos quais as características de um bom negociador e vendedor, mas sim saber se você se considera. Sim, porque ambas são diferentes, ser e considerar-se exige uma certa distância e um aprimoramento de habilidades, por exemplo.

Mas para saber se você se considera um bom negociador e vendedor é preciso refletir sobre alguns pontos importantes e práticos do dia a dia. Pense e reflita sobre cada uma destas questões e responda com sinceridade (não precisa contar pra ninguém, guarde somente para você).

1 – Você consegue escolher o canal da TV que quer assistir ou seu(ua) esposo(a) fica com ele 100% do tempo? Ou será que você consegue alinhar que em alguns horários a TV é sua e em outros e dele(a)?

2 – Você consegue negociar com seu filho e convencê-lo a comer os legumes ao invés de tomar somente o refrigerante?

3 – Você consegue convencer o vendedor da loja a dar um descontinho em sua compra quando ela é a vista?

Até agora você pode não ter entendido o porquê destas perguntas sem nexo, mas na verdade elas são importantes para você avaliar se consegue negociar as singelas situações do dia a dia. Afinal, se você não consegue convencer o seu filho a comer uma colher de legumes, como convencerá um investidor a investir um milhão em sua empresa?

Então vamos a mais perguntas…

1 – Quando sua mulher quer comprar um sofá e você gostou muito de algum modelo que ficará mais a vontade para o jogo de futebol, você consegue convencê-la a comprar aquele porque é muito melhor do que o outro?

2 – Se você for vender uma rifa de cesta de chocolates, você consegue vender os números com facilidade ou acaba comprando metade da cartela para acabar mais rápido?

3 – Se você quer trocar de carro, consegue achar logo um comprador ou desiste e vende ele mais barato para o estacionamento?

Mais uma vez podem parecer perguntas desconexas, mas refletem o seu espírito vendedor ao convencer sua mulher de que um produto é melhor que o outro, por exemplo. Ou então convencer alguém que vale a pena comprar um número de rifa porque se ela ganhar a economia será de X por cento.

Já se respondeu que não, como espera vender um projeto de cem mil reais se não consegue nem vender seu carro por 15 mil? Está na hora de rever os conceitos.

Estas e outras situações do nosso dia a dia nos fazem refletir se somos ou não bons negociadores e vendedores. Tem gente que já possui um dom para isso, outros acabam desenvolvendo com o tempo, mas se você reparar e começar a analisar mais detalhadamente o seu cotidiano e todas as ações que o envolvem, verá que vive vendendo e negociando ou ao menos tentando vender e negociar.

E antes de conhecer as técnicas de um negociador e vendedor, saber se você se considera ou não um, já é um grande passo. Mas por que considerar é tão importante? Por que quando consideramos que possuímos certas habilidades, nos aprofundamos ainda mais nelas e quando vemos que não temos aptidão para alguma coisa, ou desistimos ou procuramos desenvolver esta aptidão.

Se você é um leitor assíduo do Clube do Dinheiro e se terminou de ler este artigo até o final (enquanto muitos já pararam no primeiro parágrafo), tenho certeza de que não irá desistir caso não se considere um bom negociador e vendedor e, ao contrário, ficará ansioso pelos próximos artigos do curso. E se você chegou até aqui se considerando um bom negociador e vendedor, com certeza irá aperfeiçoar esta habilidade para ganhar dinheiro. E para quem ainda está na dúvida, fica a reflexão até o próximo artigo: Você se considera um bom vendedor e negociador?

Por Jeniffer Elaina