Como tornar o seu negócio online

Todos já sabem que a internet já tomou conta dos negócios e não possui um negócio online é desperdiçar grandes chances de vendas e perder em grande escala aos concorrentes que possuem este canal de venda. Mas como tornar o seu negócio online?

Se antes ter um negócio online era somente um diferencial, hoje já pode-se dizer que é questão de sobrevivência, ou seja, se não estiver presente na internet, pouco será visto.

Para começar a tornar o negócio online, quem ainda não tem muito dinheiro, pode criar um blog corporativo. Ele vai completar o meio de comunicação através da internet e deixar a empresa mais perto do ser público. Junto a ele, conecte seu negócio às redes sociais e veja como será a aceitação do público.

Enquanto consegue seguidores e vai se aproximando mais do público-alvo e potenciais consumidores, vá elaborando um plano de negócios para enxergar as possibilidade de vender pela internet.

Para isso, considere o tipo de serviço ou produto vendido, pesquise em quais canais da internet ele está mais presente, veja quais serão seus concorrentes no meio online, onde será mais interessante divulgar o seu negócio e quanto precisará para montar uma loja virtual ou um canal direto de vendas através da internet.

Após uma fase de adaptação e planejamento, é o momento de começar a vender seus produtos e serviços através da internet, tornando assim o seu negócio online.

No início, precisará ficar atento aos detalhes e resultados obtidos para ir alinhando o que está de acordo com seu planejamento e o que não está.

O blog corporativo e o perfil das redes sociais que já havia sido criado continuará sendo um ótimo canal de interação com seus consumidores, assim como ajudará a fazer a divulgação do negócio online, mas tome cuidado para não focá-lo somente em propagandas e perder a essência que um perfil profissional deve ter nas redes sociais.

A escolha do sistema que utilizará para vender seu produto ou serviço deve ser analisada com muita calma, pois existem opções de plataformas prontas, porém nem sempre serão as melhores de acordo com o seu segmento e número de concorrentes.

A logística é um dos fatores primordiais também quando for tornar o seu negócio online, pois deverá ter a estrutura necessária para que os produtos sejam entregues na quantidade necessária e dentro da data estipulada. Parcerias com Correios e transportadoras são ótimas escolhas.

Mas eu preciso mesmo tornar meu negócio online?

Infelizmente (ou felizmente) sim. Hoje em dia, todos buscam mais comodidade e preferem até mesmo pagar o valor de um frete e esperar alguns dias para comprar um produto ao invés de sair da comodidade do seu lar para comprá-lo e ter que enfrentar filas, trânsito, sol, chuva, etc.

Desta forma, os negócios tradicionais vão perdendo espaço para a internet e até mesmo clientes mais antigos de sua empresa podem estar aderindo esta nova tendência. Ficar de fora é perder chances de venda e estar sempre atrás do concorrente, como se estivesse fugindo de onde o seu público está. Então, se seu público está na internet, é lá que você precisa estar também.

Vale lembrar que ter um negócio online não significa que não poderá ter a sua opção física e sim de que a possibilidade de criar uma loja virtual e já ter uma física apenas aumentará as formas de vender e distribuir seu produto, conseguindo atingir públicos diferentes e um número muito maior de pessoas.

Vendo desta forma, enxergue a oportunidade de tornar o seu negócio online não como uma obrigação, mas como um aperfeiçoamento e crescimento de sua empresa, onde as possibilidades de vendas e ótimas negociações só tendem a aumentar, elevando também os lucros.

Desenvolver é ter que adaptar-se a novas tendências que surgem a todo o momento e a empresa que não se preparar para todas estas novidades irá somente perder mercado até fechar as portas.

Como não é isso que você quer (com certeza), faça um esforço e comece a participar um pouco mais do meio digital. Depois de um tempo, já estará adorando!

E então, você vai tornar seu negócio online depois destas dicas? Se já tornou, conte como foi a experiência e quais os resultados obtidos com esta nova forma de vendas.

Por Jeniffer Elaina

Os novos nichos da internet para pequenas e médias empresas

Acabou-se o tempo em que somente grandes empresas estavam presentes na internet. Hoje já muito lugar para as pequenas e média empresas e, inclusive, diversos nichos onde as empresas maiores não conseguem atuar, deixando grandes oportunidades de novos nichos na internet para pequenas e médias empresas.

São diversos segmentos e muitos negócios que fazem sucesso, com exemplos reais de pessoas que conseguiram encontrar um segmento rentável e explorar de forma correta na Era Digital.

Segmento de alimentos e bebidas

Não há quem não goste de comer e beber com qualidade e aliar isto à internet é uma boa forma de ganhar dinheiro e ter o seu negócio próprio na web.

Exemplos de sites com ideias inovadoras neste segmento é o Dieta Bistrô, onde as pessoas escolhem kits de refeições e recebem em casa todos os dias. São pratos preparados para uma alimentação balanceada e saudável e variam de R$114 a R$716 cada kit, conforme a refeição escolhida e o período, que pode ser mensal ou semanal.

É uma boa ideia para quem busca um negócio novo na internet.

Segmento de móveis e decoração

Com o crescimento do ramo de construção civil, os móveis e decoração ganham espaço na internet para que as pequenas e médias empresas possam aproveitar o segmento.

A Adesix é uma loja virtual que vende adesivos para papel de parede e faz um grande sucesso com o público que deseja decorar sua casa sem gastar muito, pois basta entrar no site e fazer o pedido do seu adesivo.

E o melhor: esta ideia rende um faturamento de R$1 milhão ao ano.

Segmento de bebês e gestantes

Já sabemos que as mamães atuais são mais exigentes do que as antigas e gostam de escolher sempre as melhores coisas com os melhores preços.

Pensando nisso, a Bebeboom foi criada. É um site de compras coletivas que atende somente este público e vende produtos que vão desde roupinhas de bebê até decoração, lembrancinhas ou roupas de gestantes.

Como as mulheres adoram uma promoção, o site fatura até R$1 milhão ao ano.

Segmento de saúde e beleza

Não são somente as mulheres que se tornaram vaidosas, mas mesmo assim são o maior público que investe neste segmento, embora os homens estejam começando a competir em alguns casos.

Aproveitar a vaidade feminina e masculina é interessante para a pequena e média empresa que quer investir na internet.

Pois para aproveitar o crescimento da vaidade masculina e ajudar quem tem vergonha de comprar os produtos pessoalmente, é que a Mr. Bold resolveu criar uma loja virtual voltada aos homens que querem cuidar da saúde e beleza discretamente: basta entrar no site, fazer o pedido e receber em casa e ninguém precisa ficar sabendo o que comprou.

Dá ainda para focar somente nas mulheres ou nos dois públicos e aproveitar o aumento da vaidade.

Segmento de moda e acessórios

E por falar em aumento da vaidade, ficar de olho na moda e querer sempre comprar algo que está em alta faz parte de uma grande tendência dos consumidores atuais.

O site Camisetas da Hora lucra cerca de R$1,2 milhões ao ano somente usando a criatividade de fazer camisetas originais e divertidas para que as pessoas possam comprar com apenas um clique.

É mais um exemplo de que para vender na internet não é preciso de muito, mas sim usar a criatividade nos negócios.

Segmento de serviços

Oferecer serviços diferenciados e de acordo com a necessidade dos consumidores é uma grande chance de sucesso na internet.

O site Escola 24 horas, por exemplo, se compromete e responder a dúvidas de alunos em até uma hora. Esta foi uma forma de aproveitar o nicho de mercado onde diversos alunos precisam de reforço escolar por não entender sobre alguma matéria.

Na realidade, não importa o segmento que vá atuar desde que seja algo relacionado com seu gosto pessoal e experiência, mas o que vale mesmo na internet é montar algo novo para que seu negócio seja único.

Com certeza você já pensou em algo que deveria existir, mas ninguém fez, não é mesmo? Então que tal começar a colocar em prática?

Há muitos nichos da internet para pequenas e médias empresas a serem explorados que precisam somente de uma pessoa com espírito empreendedor para colocar em prática.

Por Jeniffer Elaina