Tag Archive for investir

Investir em si mesmo é sempre o investimento mais lucrativo!

Ano passado fiz um investimento relativamente bem barato, porém com um retorno bastante alto para mim: comprei um livro de Dale Carnegie, Como fazer amigos e influenciar pessoas. Trata-se de uma obra que já existe há muito tempo, mas que até aquele momento eu não tinha lido ainda e que eu sabia que me ajudaria a melhorar em alguns pontos – e não, é óbvio que meu interesse não era em “como fazer amigos”.


Aquela aquisição foi realmente rentável para mim, pois pude colocar alguns dos conhecimentos do livro em prática e mesmo não aplicando nem mesmo 25% do que aprendi consegui algum retorno (não financeiro) sobre as minhas atividades enquanto coordenador. Assim, somente corrobora com a afirmação de que investir em si mesmo é sempre o tipo de investimento mais lucrativo.


Mas é claro que há algumas regras para que isso seja realmente válido! Por exemplo, sempre que escolho investir tempo ou dinheiro em meu próprio desenvolvimento, tenho em mente qual resultado espero e como aquilo poderá ser aplicado posteriormente. Apesar de “conhecimento ser sempre válido”, como estamos falando em investimentos, devemos ser capazes de tentar estimar o “retorno sobre investimento”, mesmo que o retorno não seja financeiro, não é mesmo?


E se você está interessado em como você pode investir em si mesmo, aqui vão algumas sugestões:


1. Línguas estrangeiras – melhore suas habilidades para comunicar-se em outro idioma (inglês ou espanhol);


2. Tecnologia – dedique algum tempo para dominar as ferramentas básicas de computador (sistema operacional, editores de texto, editores de apresentação, planilhas etc.);


3. Aprenda a aprender – foque em ler um livro por mês sobre um tema de sua área de atuação ou interesse e tome notas ou faça mapas mentais sobre o mesmo.


E comece isso hoje! Se quer realmente conseguir um bom resultado, você deve começar a investir em si mesmo o quanto antes, pois os resultados aparecerão ao longo do tempo.

Investindo – supere o medo e avance para o próximo nível


Se você tem feito o dever de casa corretamente, não possui nenhuma dívida em seu nome (com exceção do financiamento de sua casa), já apresenta alguns investimentos em renda fixa junto ao seu banco e tem percebido que precisa “passar para o próximo nível”. Quero dizer, você está aplicando seu dinheiro todos os meses, mas percebe que a taxa de retorno que está conseguindo mês após mês é muito baixa e começa a se questionar sobre como proceder para melhorar a rentabilidade.


Parabéns, você não é o primeiro, mas com certeza é um dos poucos que está desafiando sua zona de conforto. Isso porque para conseguir retornos melhores você precisará agora ir além das simples aplicações em grandes bancos e procurar taxas de retorno maiores junto a corretoras. Grandes bancos sabem que muitas pessoas não moverão seu dinheiro para corretoras devido à “sensação de segurança” e, por isso, pagam tão pouco pelo seu dinheiro. Corretoras, em contrapartida, precisam vencer o medo que o pequeno e médio investidor possui em relação a dar esse “pequeno grande salto” e por isso oferecem taxas bastante atrativas.


Assim sendo, se você sente que seu dinheiro poderia fazer mais por você do que está fazendo até o momento, está na hora de analisar opções de investimento junto a corretoras e, dessa forma, “desgarrar-se” do conforto das aplicações financeiras em sua própria agência bancária. Lembre-se, o objetivo de todo banco é ganhar dinheiro, e não fazer você ganhar dinheiro, assim cabe a você e não ao seu banco escolher como melhor aplicar o SEU dinheiro!

Quando investir é melhor do que quitar suas dívidas?

Se você é leitor assíduo deste blog, deve lembrar de tantas vezes em que falei que o tripé para uma vida financeira mais saudável é “gastar menos, ganhar mais e investir melhor”. E quando você encontra-se com alguma dívida, geralmente é melhor primeiro quitá-la antes de começar a investir – e  razão para isso é muito simples: se você ganha dinheiro por meio dos juros dos investimentos e perde por meio dos juros das dívidas, aquele que tiver maior taxa de juros deve ser priorizado. E as taxas de juros dos empréstimos são geralmente muito maiores do que aquelas que podemos conseguir em nossos investimentos.


Mas… e se houvesse alguma opção de investimento realmente boa, que nos oferecesse uma taxa de juros acima daquela cobrada em um empréstimo? Aí, claro, valeria a pena investir mais em vez de quitar a dívida – na verdade, valeria a pena até contrair mais dívidas, desde que isso fosse feito de forma bem planejada e levando-se em consideração por quanto tempo a opção de investimento duraria. Mas sejamos bastante sinceros: opções de investimento seguras e com taxas de juros acima da cobrada em um empréstimo? Isso é realmente bastante ilusório!


Assim sendo, apesar de que na teoria tal cenário seria (muito) vantajoso para o pequeno investidor, na prática ele não acontecerá, pois as instituições bancárias lucram justamente da diferença entre o quanto nos pagam para pegar nosso dinheiro emprestado (investimento) e quanto cobram a outros para emprestar aquele dinheiro (empréstimo).


Resumindo: se você, após apertar o cinto financeiro, conseguir algum dinheiro sobrando ao final do mês, dê prioridade a quitar todas as suas dívidas (principalmente aquelas referentes a cartões de crédito!), somente quando não tiver dívida alguma em seu nome será realmente interessante começar a investir!