Tag Archive for franquias

Franchising

Sem bem-vindos a mais um artigo do Clube do Dinheiro, desta vez retomando a discussão em torno das franquias. Muitos aqui talvez já tenham ouvido falar em franchising e até participaram de algumas feiras e exposições, conheceram boas opções, mas no fim ficaram com medo, afinal de contas, como saber se está adquirindo direitos sobre uma franquia barata e que realmente será um sucesso?

Já falamos anteriormente a respeito de franquias (e incluirei alguns links ao final do artigo), mas decidi retomar o tema pois, após analisar um banco de expressões-chave que estou montando (comentei isso em um dos meus últimos artigos e, detalhe, ainda não está pronto… eu realmente tenho que implementar uma ferramenta para fazer isso por mim!) onde percebi que a procura é grande e ainda não estamos atendendo completamente (há procura inclusive por informações sobre franquias específicas, mas falamos disso outra hora). Assim, hoje estaremos falando mais uma vez sobre franquias.

Mas o que é franchising?

Uma franquia (franchising, no termo original) nada mais é que um contrato entre duas partes (franqueador e franqueado) que permite ao segundo direito de uso de marca, processos e outras informações do primeiro. Então, quando um franqueador vende os direitos de franquia a um franqueado está permitindo que este use sua marca, plano de negócios, etc.

E isso pode ser vantajoso para ambos. Para o franqueador, é uma forma de expandir seu negócio e faturar mais sem precisar de grande capital, afinal esta será uma das tarefas do franqueado. Já para o franqueado, será a aquisição de uma marca com reputação no mercado bem como um modelo de negócio “formatado para o sucesso”. Entretanto, vale lembrar que não é por que um modelo de negócio está gerando muito dinheiro em mãos de outros franqueados que isso também ocorrerá com você, futuro franqueado, para que isso ocorra, é importante que você esteja bem atento às orientações do franqueador e, claro, faça seu dever de casa, analisando se aquela é realmente uma boa oportunidade e se aquilo que o franqueador apresenta é realmente verídico e realista!

Tipos de franchising

Segundo a Wikipédia, há três tipos de franquia:

  • Franquia de distribuição – aqui, o franqueado comercializa um determinado conjunto de produtos fabricados pelo franqueador, sob a marca deste;
  • Franquia de serviços – aqui, o franqueado adquire o direito de prestar um determinado tipo de serviço, também utilizando-se da marca franqueadora;
  • Franquia de indústria – aqui, o franqueado adquire o direito de fabricar e comercializar os produtos da marca franqueadora.

Não é difícil encontrar exemplos de cada um desses tipos de franquia aqui mesmo, no Brasil. E, claro, cabe ao franqueador definir qual o melhor tipo de franquia para a venda de licenças de franquia, e cabe ao franqueado escolher o tipo que mais se adéqua ao seu perfil e que melhor atende ao público-alvo do local em que ele pretende instalar sua franquia – claro, se você sabe que o público que você pretende atender é muito exigente e requer algo além do que uma determinada marca geralmente oferece, adquirir somente direitos de comercialização de seus produtos pode representar um grande obstáculo para o seu crescimento, principalmente se o franqueador não permitir muitas customizações no processo de atendimento, marketing, etc.

E falando em Marketing…

Estava lendo um blog sobre franquias agora há pouco (claro, é sempre bom atualizar-se) e vendo um pouco sobre o dilema do Marketing. Quero dizer, geralmente a própria franqueadora oferece um Plano de Marketing ao franqueado, orientando-o como executar o mesmo, ou mesmo ela própria é responsável pela centralização das ações de marketing, como ocorre com grandes marcas (leia-se aí Bob’s, McDonald’s, etc.).

Mas estamos vivendo “tempos diferentes”, em que há uma importância cada vez maior ao marketing digital bem como ao marketing local, isto é, focado na audiência de uma região. E então, o que fazer, delegar o planejamento e execução do marketing ao franqueado ou ser controlada pela franqueadora? Bem, vai depender de vários parâmetros, mas o que uma franqueadora jamais pode esquecer é que faz parte do marketing a preocupação com a reputação em torno da marca e se um franqueado comete uma bobagem (seja na parte operacional ou no atendimento ao cliente), essa bobagem pode repercutir negativamente sobre toda a marca!

E para você, franqueado, é importante saber como a franqueadora em questão lida com a parte de planejamento e execução de marketing – é interessante que ela seja responsável por parte dela, mas é importante também que a mesma lhe permita certas ações de marketing, como controle de mídias sociais, atendimento às reclamações dos clientes online, etc. Assim, você pode realizar seu trabalho da melhor forma possível.

Links para ler sobre franquias

Aqui mesmo, em nosso blog, já apresentamos vários artigos interessantes sobre franquias baratas que podem apresentar grande rentabilidade, bem como artigos para entenderem como funciona uma franquia:

Franquias podem ser negócios lucrativos?

Franquias baratas para quem está começando

Algumas franquias de sucesso

As melhores franquias no Brasil

E isso para citar somente alguns dos nossos artigos! Se acessar a tag franquias, verá a listagem de todos os artigos publicados sobre o assunto, mostrando primeiro o mais recente. E se houver algum tema relacionado a franquia que ainda não foi publicado aqui, por favor, avise-nos, pois estamos muito interessados em falar mais sobre o tema aqui, ok?

E livros para ler?

Bem, ainda não comprei nenhum livro focado em franquias. Um livro cuja proposta parece interessante é o “Franchising – Uma Estratégia para a Expansão de Negócios”, da Editora Premier, mas como disse, ainda não o li. Porém fica aqui a dica: pesquise por este e outros, compare reviews e escolha o melhor – e não se esqueça de me dizer aqui qual livro escolheu e por quê. 🙂

Enfim, franchising é um negócio que tem dado bastante certo no Brasil, oferecendo a quem está começando a chance de começar um negócio “sob as asas” de uma empresa maior. Se está pensando em começar um negócio próprio, não deixe de analisar a opção de franchising, ok?

Franquia de imóveis


Está cada vez mais nítido o grande crescimento do mercado de franquias em diversos setores. E um dos setores que ganha destaque é o de franquia de imóveis, com diversas opções de negócios prontos para que você possa aproveitar para ter seu negócio próprio neste setor e ganhar dinheiro.

Conheça algumas franquias de imóveis de menor e maior investimento e faça a análise de viabilidade do negócio para ver se achou a ideia certa:

  • Franquia Imóveis

O nome já diz tudo sobre o seu setor. Sendo uma imobiliária com capital inicial de instalação a partir de R$49.900,00, a franquia de imóveis não precisa de capital de giro e não cobra taxa de franquia.

O faturamento mensal gira em torno de R$50.000,00 com retorno de 12 a 24 meses, taxa de propaganda de R$1.000,00 e royalties de R$2.500.

Foi fundada em 2007 e possui 28 unidades franqueadas, sendo que duas são no exterior.

  • Apolar Imóveis

Com experiência de 42 anos no mercado imobiliário, a Apolar Imóveis é a primeira rede de franquias do Sul do Brasil com mais de 70 franquias no Paraná e Santa Catarina, além de outras que estão em São Paulo, Miami e Paris.

O investimento inicial completo está entre R$55.000,00 e R$65.000,00. As demais informações de faturamento são fornecidas somente pela empresa.

  • Rede Morar

Com um investimento inicial que varia de R$68.000,00 a R$135.000,00, esta franquia de imóveis foi fundada em 2005 e, atualmente, possui mais de 1000 pontos de venda entre licenciadas, credenciadas, franqueadas e empresas sócias.

  • Guarida Imóveis

Outra opção para franquia de imóveis é a Guarida Imóveis, com investimento inicial de R$135.000,00 a R$205.000,00. O retorno é de 18 a 22 meses com 12% de taxa de royalties e sem taxa de propaganda.

O processo de vendas é realizado com certificação ISO 9001 como um dos diferencias entre outras franquias do mesmo segmento.

Lógico que estas são somente algumas franquias de imóveis e se você gosta mesmo da área, deve pesquisar mais a fundo cada uma para descobrir aquela que seja ideal para você.

Além de imobiliárias, você pode relacionar as franquias de imóveis com o setor de construção, onde há franquias diversas como Doutor Resolve, Bunker Locações, Container Segurança, Cymaco, Casa e Coisa, Doutro Faz Tudo, entre muitas outras.

Mas como escolher a melhor franquia de imóveis, ou seja, aquela que seja ideal para você?

Como escolher uma franquia de imóveis

Lógico que, antes de ter sua franquia de imóveis, você deve estudar o mercado de sua região (ou do local onde pretende abrir a franquia) para saber se já não está saturado em relação ao mercado imobiliário regional. Somente depois disso, você deve avaliar as opções de franquias de imóveis.

Embora comprar a casa própria seja o sonho de muita gente, ainda há diversas burocracias que impossibilitam as pessoas a realizarem este investimento, por isso é importante avaliar se o público-alvo de sua região possui poder aquisitivo para a compra de imóveis.

O valor do investimento conta em primeiro lugar devido a você ter ou não o dinheiro disponível para colocar na empresa, porém, depois disso, deve avaliar pontos como as demais taxas que terá que pagar ao longo do contrato, poder da marca, experiência de demais franqueados da rede, suporte oferecido, etc.

Saber como funciona detalhadamente o processo de negociação, o suporte oferecido na prática para os empresários (neste caso deverá visitar algum franqueado da rede e ver como ele recebe este suporte), como o mercado da região vai responder a este novo empreendimento, etc. são pontos muito importantes na escolha da sua franquia ideal.

Faça uma pesquisa de mercado e avalie como seria a recepção de cada uma das franquias na região, pergunte, leia contratos, etc. Somente depois de avaliar todo o cenário, opte por alguma franquia de imóveis.

Se estiver na dúvida, pense mais um pouco, mas jamais tome alguma decisão que poderá prejudicar o seu negócio futuramente.

Além disso, o que importa sempre, independente do tipo de negócio e segmento ser um franquia de imóveis ou não, é sempre fazer um Plano de Negócios para saber se vale a pena tirar sua ideia do papel.

Por Jeniffer Elaina

Franquias para cidades pequenas

Se você mora em cidades menores e quer ter seu próprio negócio, saiba que há franquias para cidades pequenas que podem ser uma ótima opção por já ter um modelo de negócios pronto e precisar apenas de uma boa administração para ganhar dinheiro.

A ideia de criar unidades menores surgiu com algumas franquias que quiseram ampliar o seu negócio para regiões mais pequenas e depois ganhou força quando outras empresas viram que o sucesso pode ser grande.

Esta é uma ótima oportunidade para você, que mora em uma cidade pequena e está em busca de um empreendimento em que possa investir. Veja algumas ideias:

1 – Easycomp Plus

Oferece cursos de informática e profissionalizantes e oferece uma franquia para cidades pequenas de até 30 mil habitantes. O valor de investimento inicial é de R$47 mil, já com capital de giro, taxa de instalação e franquia. O faturamento varia de R$ 25 mil a R$ 52 mil (bruto) mensalmente.

2 – Influx

É uma escola de idiomas para cidades de até 150 mil habitantes com investimento inicial, que inclui taxa de franquia, capital de giro e taxa de instalação, de R$ 107 mil. O faturamento mensal é de R$ 60 mil (bruto).

3 – Ortodontic Center

É profissional ou se interessa pela área odontológica? Esta é uma clínica odontológica para cidades com até 100 mil habitantes com investimento inicial de R$ 60 mil (com taxa de franquia, adequação do espaço e capital de giro) e faturamento mensal bruto de R$ 50 mil.

4 – Instituto Embelleze

Escola de cursos profissionalizantes na área de beleza e com modelo para cidades de até  100 mil habitantes. O investimento inicial é a partir de R$ 107,8 mil, já contando com as taxas de instalação, capital de giro e  franquia). A estimativa de faturamento mensal bruto pode variar de R$ 35 mil a R$ 75 mil.

5 – Microlins

Também na área de cursos profissionalizantes, pode ser para municípios com até 50 mil habitantes e apresenta faturamento mensal bruto de R$ 30 mil com um investimento de R$ 49 mil com taxas de capital de giro, instalação e franquia.

6 – Eurodata

Oferece cursos profissionalizantes com opção de microfranquia em cidades de até 100 mil habitantes. O valor do investimento é de R$ 70 mil (com taxas de franquia e instalação e capital de giro) com faturamento médio mensal de R$25 mil (bruto).

7 – Instituto da Construção

Franquia que oferece cursos profissionalizantes na área de construção civil, aproveitando a grande expansão deste setor. Pode ser utilizada em cidades com até 100 mil habitantes e o faturamento bruto chega a R$ 60 mil mensais. O investimento inicial é de R$ 49,9 mil , incluindo gastos com capital de giro, taxa de franquia e taxa de instalação.

8 – Os Muzzarellas

Quem quer focar na área de alimentação, esta franquia trabalha com pizzas quadradas. É voltada para municípios de até 150 mil habitantes com investimento inicial de R$ 170 mil, incluindo capital de giro, instalação e taxa de franquia e faturamento mensal bruto de R$ 80 mil.

9 – Park Idiomas

Para aproveitar o desenvolvimento das escolas de idiomas, esta é uma franquia para locais  com menos de 50 mil habitantes e apresenta faturamento mensal bruto de R$ 60 mil com investimento de R$ 90 mil para capital de giro, taxa de franquia e instalação.

10 – FastFrame

Empresa de molduras e porta-retratos com investimento inicial de  R$ 140 mil com capital de giro, taxa de franquia e de instalação. Faturamento mensal de R$ 35 mil (bruto).

11 – Pastelândia

Gosta de pastéis e salgados? Em locais com menos de 100 mil habitantes existe a possibilidade de investir R$ 99 mil com instalação, capital de giro e taxa de franquia e faturamento mensal bruto de R$ 40 mil.

12 – Morana

Se gosta de acessórios femininos e mora em uma cidade com 50 mil a 200 mil habitantes, pode investir nesta franquia com R$ 110 mil para cobrir taxa de franquia e instalação e também capital de giro. O faturamento bruto médio é de R$ 30 mil.

Gostou de alguma sugestão? Se não, não fique preocupado, pois estes são apenas alguns modelos de franquias para cidades pequenas, mas você pode pesquisar e ver que há diversas opções para abrir o seu negócio.

Lembre-se que o mais importante antes de ter o seu negócio é analisar a viabilidade do mesmo, pois as franquias para cidades pequenas oferecem tanto risco como para as cidades grandes. Outros fatores também são importantes para a escolha do negócio certo para você!

Por Jeniffer Elaina

Franquias baratas valem a pena?

Se você está começando a ler este artigo é porque tem vontade de abrir um negócio e não sabe se franquias baratas valem a pena. Esta é uma dúvida que pode ser comum a quem está fazendo um planejamento e avaliando qual o negócio certo para você.

Quem nunca se perguntou sobre isso, deve parar para fazer uma reflexão: todos os negócios onde o investimento é pouco vale a pena, já que pagará pouco por ele?

Se a resposta foi não, você está certo e talvez nem precise ler o restante do artigo (mas mesmo assim eu recomendo ler para aprender mais sobre isso); se disse sim, deve ler com certeza o restante; e se ficou na dúvida, está no lugar certo. Daqui a pouco já terá a resposta para esta indagação.

O erro do que é barato, como nas franquias baratas

Existe um erro que, infelizmente, atrapalha grande parte dos negócios pequenos: o de achar que o que é barato é sempre viável. Lógico que se achar algum tipo de negócio rentável e com pouco investimento, é uma ótima opção, mas levar somente em conta o que é barato, pode levar àquele velho ditado que diz que “O barato sai caro”.

Este erro do barato acontece bastante com as franquias baratas, já que este modelo de negócio “pronto” está em expansão e a cada dia surge uma nova oportunidade de franquia barata para que possa investir.

Realmente, vendo números tão pequenos, a mão coça e a vontade de ter seu negócio próprio, não ter mais patrão e ganhar dinheiro investindo tão pouco sempre vem à cabeça. Mas a pergunta para este negócio barato é quanto ele vai render depois ou o quanto ele pode te custar.

Nem sempre as franquias baratas podem ser um negócio rentável para você

Abrir uma franquia, seja ela barata ou não, implica nos mesmos riscos de abrir um outro tipo de negócio. Isso significa que você precisa analisar a viabilidade do mesmo, pois não adianta abrir uma franquia barata se depois ela não será rentável para você.

Há diversas opções de franquias baratas e nem sempre a escolhida pode ser a melhor. Além de avaliar se é o melhor segmento para você, uma pesquisa de mercado para saber se dará certo na região e se possui público-alvo é essencial até para franquias baratas, pois a falta deste estudo pode mostrar que uma franquia barata sairá caro ao seu bolso se não der lucros e você tiver que arcar com as taxas mensais de royalties e propagandas da mesma forma.

Sendo assim, mesmo que o investimento inicial seja barato, o valor do lucro mensal, das taxas e a viabilidade do negócio devem ser estudados e avaliados criteriosamente para que o negócio tenha o sucesso esperado.

O erro comum do barato entra aqui pelo fato das pessoas escolherem a primeira opção barata por terem o dinheiro em mãos, mas há tantas franquias baratas que podem ser rentáveis e que você pode não conhecer, que a pesquisa também entra como chave essencial deste negócio.

Sendo assim, a dica é: antes de escolher entre uma franquia, avalie todas as opções de franquias baratas. Não opte por um negócio somente porque ele é mais barato que o outro. Em franquias baratas, a variação pode ser de R$2.000 a R$10.000 entre uma opção e outra e, muitas vezes, compensa aguardar mais um pouco para investir em uma opção mais rentável, do que aproveitar que já possui o dinheiro em mãos e realizar um negócio impulsivo que poderá lhe custar caro.

Agora já sabe responder a pergunta inicial (todos os negócios onde o investimento é pouco vale a pena, já que pagará pouco por ele?)? Sendo assim, a conclusão é que pagar pouco não significa que ganhará muito. Pode ser sim um ótimo negócio, desde que não seja feito de maneira impulsiva e respeite todas as etapas da avaliação de viabilidade de um negócio (pesquisa de mercado, plano de negócios e de marketing, análise da concorrência e da região, etc.).

E você, acredita que franquias baratas valem a pena a qualquer custo ou concorda que é preciso ponderar e colocar na balança o barato que pode sair muito mais caro posteriormente?

Por Jeniffer Elaina

As estratégias das franquias que mais crescem

Todos os anos, empresas crescem mais ou menos e existem sempre aquelas que se destacam mais que as outras. Isso porque algumas conseguem obter muito mais sucesso do que outras usando as estratégias adequadas. Conheça as estratégias das franquias que mais crescem e inspire-se nestes modelos.

1. Franquia Doutor Resolve

Uma franquia especializada em reformas e reparos está entre as de maior crescimento no Brasil. Com um faturamento de R$200 milhões em 2011, sua maior expansão foi nas regiões sudeste e nordeste.

Para chegar onde está, investiu mais de R$2 milhões em publicidade e merchandising em programas de TV para deixar a marca conhecida por todos. Além disso, abriu dez escolas para profissionalizar pedreiros, encanadores, gesseiros e outros prestadores de serviço.

Sua trajetória começa com a frustração de seu fundador, David Pinto, de apenas 27 anos, que foi deixado na mão pelos pedreiros que estavam reformando seu apartamento. No primeiro ano já foram 40 franqueados e a meta é abrir mais 348 em 2012.

2. O Boticário

Não é nenhuma novidade que esta marca esteja entre as franquias que mais mais crescem no país. Em 2011, o faturamento chegou a R$5,5 bilhões.

A melhor estratégia utilizada pela rede são as pesquisas de mercado que estudam locais mais propícios para a instalação de novas lojas. Assim, onde existe público disposto a comprar os perfumes, sempre haverá uma loja para disponibilizá-los.

Além disso, a rede aumentou o mix de produtos e começou a produzir muito mais para vender ainda mais.

Fundada em 1977, a rede O Boticário já possui mais de 3.260 lojas franqueadas espalhadas pelo país.

3. Água de Cheiro

Ainda no ramo de perfumes, a Água de Cheiro faturou R$375 milhões em 2011 e já possui cerca de 882 unidades franqueadas desde sua inauguração, em 1976.

Como estratégia, renovou o layout das lojas, aumentou o mix de produtos e deu preferência para empreendedores mais jovens, que entendem mais o espírito da empresa. Mas não parou por aí e investiu R$30 milhões em mídia com contratação de celebridades como Luan Santana e Sabrina Sato.

4. Subway

Buscando atingir um público mais jovem ou quem está em busca de uma alimentação mais natural e saudável, a Subway existe desde 1966, mas chegou ao Brasil recentemente, somente em 1998.

Hoje a rede conta com 1.050 unidades e a estratégia utilizada para promover o crescimento da  rede foi transformar 12 franqueados em agentes de desenvolvimento por região para que possam selecionar e treinar melhor os novos franqueados.

Outra carta na manga foi a busca de fornecedores que entregam alimentos frescos em até 48 horas, facilitando a logística e aumentando a qualidade e preços.

5. AM PM

Buscando atingir mais ao público dos postos Ipiranga, a AM PM tomou conta de diversos postos de combustíveis. Ela conseguiu renegociar os suprimentos de maneira que os franqueados consigam obter maior lucro sobre as vendas e de forma que não falte nenhum produto em suas lojas.

A rede assumiu toda a produção de fast-food, que antes era terceirizada, e conseguiu padronizar e deixar as lojas sempre abastecidas.

O faturamento de 2011 foi de R$865 milhões e hoje já possui 1.203 unidades.

6. Cacau Show

Aproveitando a paixão dos brasileiros por chocolate, em 1988, surgiu a Cacau Show, que hoje já possui mais de 1.225 unidades e faturou R$454 milhões em 2011.

Ela usou como estratégia o aumento de divulgações nas regiões onde menos vende, que é Norte e Nordeste e criou campanhas específicas para este público.

Novos cinco consultores também ajudam a estudar potenciais áreas comerciais onde a franquia pode se instalar.

É em São Paulo que está 40% de suas lojas, explicando porque o sudeste foi uma das regiões que mais cresceu, junto com o sul. Agora a ideia é buscar franqueados nas regiões onde a marca não ganhou tanto espaço ainda.

Estas são apenas algumas empresas que fazem sucesso no ramo de franquias e como estas, outras franquias e até outras empresas também crescem todos os anos.

A ideia deste artigo é mostrar justamente que se existe alguém que pode crescer tanto utilizando diferentes estratégias, sua empresa também pode crescer utilizando a melhor estratégia de acordo com o seu mercado e seu capital.

Como visto, seja no mesmo segmento ou em diferentes, cada franquia utiliza sua própria estratégia e consegue seus resultados positivos. A ideia é justamente esta: usar como inspiração as estratégias das franquias que mais crescem para buscar as estratégias próprias para sua empresa crescer.

Por Jeniffer Elaina

Franquia de brinquedos

Às vésperas do Dia das Crianças (pode parecer que está longe, mas quem trabalha com comércio já começa a sentir diferença), nada melhor do que falar sobre franquia de brinquedos, pois este tipo de negócio lucra ainda mais no fim do ano.

É preciso relembrar que para quem não gosta de crianças, este negócio não será lucrativo, pois para ser lucrativo, ele deve dar dinheiro e trazer felicidade ao dono do negócio – no caso, VOCÊ. Mas se gosta de diversão e crianças, abrir uma franquia de brinquedos é uma ótima oportunidade de tornar-se um empresário e ter seu negócio próprio.

Calma que não estou dizendo que qualquer um pode abrir esta franquia em qualquer lugar que dará certo; existe sempre aquela análise de viabilidade que deve ser feita conforme a região e o perfil dos consumidores. Mas tenho certeza que como leitores assíduos do Clube do Dinheiro, vocês já sabem tudo sobre negócios rentáveis! Assim, vamos às franquias:

  • Mr. Kids

Esta franquia é voltada para a área de guloseimas e aquelas máquinas de colocar moeda e sair bolinhas, brinquedos, etc. A vantagem é que não é necessário ter uma loja pronta e as máquinas podem ser colocadas em qualquer estabelecimento.

É uma franquia voltada mais para um pequeno negócio, pois o investimento inicial é de R$15.000 com um lucro mínimo mensal de R$3.000,00.

Quem disse que para ser um franqueado é preciso ter muito dinheiro?

  • Planeta das Mágicas

E que tal ganhar dinheiro fazendo mágicas? Esta é a ideia da franquia de brinquedos e entretenimento Planeta das mágicas.

Considerada a maior empresa de mágicas da América Latina, para entrar na rede é necessário um investimento de R$35.000,00. Depois, é só fazer mágica com o dinheiro…

  • UZ Games

Se você gosta de games e quer investir em algum grande negócio, a rede de franquias UZ Games é uma ótima opção. A empresa é totalmente voltada para a área de games e necessita de um investimento inicial de R$250.000,00 com faturamento médio mensal de R$150.000,00 e retorno de 24 a 36 meses.

  • V12 Games

Ainda na área de games, a V12 Games precisa de um investimento inicial “mais baixo” que varia de R$159.000 a R$189.000,00 aproximadamente.

A rede trabalha com todos os acessórios de games. Seu faturamento médio é de R$80.000,00 por mês com retorno de 25 a 27 meses.

  • Zastras

Para quem não quer focar somente em games, a Zastras trabalha com uma grande variedade de brinquedos e jogos para crianças.

O investimento inicial para ser um franqueado é de R$219.000 a R$409.000 em média. O faturamento mensal fica em torno de R$100.000,00 e o retorno de 24 a 48 meses.

  • Del Turista Brinquedos

É uma rede de brinquedos do Rio Grande do Sul que hoje está com seis lojas. O investimento em uma de suas franquias varia bastante podendo ser de R$50.000 até R$200.000.

  • My Gym

A rede My Gym funciona como uma academia para crianças, onde os pequenos aprendem a desenvolver suas habilidades físicas, motoras e relacionar-se em equipe. Tudo é feito através de brincadeiras e exercícios físicos que estimulam e divertem a criança.

O investimento em taxa de franquia, instalação e capital de giro fica aproximadamente R$270.000,00 sem contar com uma taxa de marketing inaugural de R$11.500,00. O faturamento médio é de R$50.000,00 com retorno de 24 a 36 meses.

Mais uma vez digo que os valores podem variar de acordo com a localização da franquia, assim como o faturamento e o tempo de retorno variam conforme a administração do negócio.

Estas são somente algumas opções de franquias de brinquedos, mas há muitas outras que pode pesquisar. Se o seu hobby não é brinquedo, você ainda pode abrir uma franquia de chocolate, virtual, de roupas ou cosméticos. Não há desculpa para quem quer abrir seu próprio negócio de franquias, pois há para todos os bolsos e gostos.

Por Jeniffer Elaina

Franquia de chocolate

Eu já estava com saudade de falar sobre franquias (confesso que achei um tema muito interessante) e hoje o assunto é ainda mais gostoso porque vamos ver sobre franquia de chocolate. Agora abriu até o apetite né?

Se você já pensou em abrir uma franquia e gosta de chocolate, eis uma boa oportunidade de ter o seu próprio negócio para ganhar dinheiro trabalhando com algo que gosta.

Vamos conhecer algumas franquias mais conhecidas e ver se alguma delas pode dar certo para você. Quem sabe não está aqui uma boa chance de negócios?

  • Cacau Show

A Cacau Show nasceu da venda de ovos feitas por um rapaz de 17 anos que percebeu a necessidade de criar ovos de Páscoa maiores que 50g para suprir as expectativas de seus clientes. Foi com um lucro de vendas de US$500 que ele fundou a Cacau Show, considerada atualmente a maior rede de chocolates finos (total de 1035 unidades).

Para tornar-se um franqueado, é necessário consultar a disponibilidade em sua região visto que existem lugares que já possuem várias unidades.

O investimento inicial é de R$135.000 a R$145.000, incluindo taxa de franquia, capital para instalação e capital de giro, sendo que o faturamento médio mensal é de R$40.000 com retorno de 18 a 24 meses.

  • Mundo di Chocolate

É uma franquia recente, criada em 2006, que trabalha com diversos tipos de chocolate. Sua missão é proporcionar uma variedade de chocolates com o melhor custo/benefício.

O Mundo di Chocolate possui cerca de 11 unidades e necessita de um investimento inicial (total) de R$164.000 a R$199.000, com faturamento de R$35.000 mensais e retorno de 12 a 28 meses.

  • Showcolate

A rede de franquias Showcolate trabalha com sobremesas de fondue com frutas, variando as combinações em mais de 200 opções de vendas.

Atualmente possui cerca de 70 unidades no Brasil e seu investimento inicial (com taxa, capital de giro e instalação) pode ser de R$89.000 a R$99.000, com faturamento médio mensal de R$22.500 e retorno de 12 a 48 meses.

  • Fábrica di chocolate

Criada por um engenheiro mecânico e um administrador de empresas (quem disse que as melhores idéias de negócios não nascem de grandes parcerias?), a Fábrica di Chocolate trabalha com fondues, espetos, frutados, sobremesas geladas, bebidas e chocolates diversos.

Quem deseja tornar-se um franqueado, deve investir inicialmente de R$85.4000 a R$89.000, tendo um faturamento médio mensal de R$25.000 e retorno de 12 a 24 meses.

E então, já escolheu qual franquia de chocolate você quer abrir?

Caso em sua região haja muitas franquias de chocolate, não desanime, lembre que existem diversas franquias de sucesso. Se o seu capital não está de acordo com estas franquias, ainda há chance de ter sua franquia: Franquias baratas para quem está começando.

Só não vale deixar de lado as regrinhas básicas ao abrir qualquer tipo de negócio (é sempre bom dar uma relembrada e deixar um alerta para os “desligados”). Faça sempre um planejamento, um plano de negócios.

Para os chocólatras de plantão, não adianta escolher a franquia pensando na quantidade de chocolates que poderá comer.

Na verdade, mesmo sendo uma boa opção abrir uma franquia de chocolate, não vá esquecer-se de ver a viabilidade do negócio em sua região, pesquisar concorrentes e tudo mais (uma boa pesquisa de mercado é sempre bem vinda). Afinal, nem tudo na vida pode ser doce só porque é de chocolate.

Mas se mesmo assim ainda não conseguiu se identificar com nenhuma, foque atento que ainda vamos abordar outros tipos de franquias até que você consiga achar a sua!

E vale lembrar que o Clube do Dinheiro está aqui para ajudá-lo a ganhar dinheiro de maneira consciente! =)

Por Jeniffer Elaina

Franquia virtual – Como adquirir a sua

Com o desenvolvimento da internet aumentam-se as chances de negócio online. Alinhando-se a isso houve o surgimento das franquias virtuais que estão ganhando espaço com o grande desenvolvimento do setor de franquias no Brasil.

Se você já pensou em abrir o seu negócio online e se interessa pelo ramo de franquias, eis uma grande oportunidade de iniciar o seu próprio negócio e tornar-se um franqueado de sucesso sem ter que sair de casa.

O sistema de franquias online funciona basicamente como qualquer outra franquia, mas neste caso será online e não terá custos de instalação. Sendo assim, você poderá trabalhar de sua própria residência “comprando” uma idéia já existente.

Como não há gastos com espaço físico, a franquia virtual pode ser mais barata do que as demais, mas como cada um funciona a seu modo, as taxas variam de acordo com a franquia.

Opções de franquias virtuais

Como ainda é uma alternativa pouco desenvolvida no Brasil, as opções de franquias virtuais ainda não são muitas. Entre as principais e mais conhecidas estão a Antidoto Store, Audiolivro Editora e Tem Usados.

Vamos ver como funciona cada uma e quem sabe achar qual será o seu próprio negócio online:

  • Antidoto Store

A Antídoto foi fundada em 1999 e trabalha com cosméticos de modo geral, incluindo perfumaria e produtos de higiene. Antidoto Store é a sua loja de franquia virtual criada para pessoas que desejam ter o seu próprio negócio sem sair de casa.

Apesar de ser uma franquia virtual, cada franqueado possui a sua região de atuação definida através de contrato. Desta forma, quem quiser acessar o site, deve colocar o seu CEP primeiramente para ser direcionado ao franqueador correto.

O franqueador, por sua vez, recebe um estoque inicial com o mix de produtos da loja a fim de poder começar a trabalhar. Além disso, ganha o site já personalizado e uma ferramenta administrativa de vendas para gerenciar estoque, promoções, divulgações e o que mais for necessário em um negócio online.

Para quem ainda não possui um computador pessoal, a Antidoto Store ainda fornece um notebook e um smartphone que auxiliarão nas vendas.

Tudo isso tem um investimento inicial de R$19.900,00 e uma taxa mensal de R$80,00.

Para quem ainda desejar complementar as vendas, todo franqueado Antidoto Store tem direito a obter kits para vendas pessoais que podem ser vendidos porta a porta.

  • Audiolivro Editora

A Editora nasceu como Book Records e foi a primeira editora brasileira a comercializar livros para ouvir. Foi em 2006 que se passou a chamar AudioLivro Editora e foi lançada na Bienal de São Paulo.

Assim, a empresa decidiu criar sua loja de franquias virtuais. Como? O franqueado terá um site totalmente personalizado, incluindo o nome, logotipo, etc. O gerenciamento também ficará por sua conta, porém a logística do site é de responsabilidade da Audiolivro Editora.

O investimento da franquia é de R$2.000,00 que serão utilizados na criação do layout personalizado. Os ganhos são feitos por comissão, sendo que 20% do valor de venda dos produtos são seus.

Desta forma o franqueado precisa pagar o valor do investimento, divulgar o site e aguardar os ganhos. Isso tudo sem garantir exclusividade territorial.

É uma boa opção para quem já possui uma loja virtual que trabalha com livros, pois poderá integrar novos produtos e ganhar um dinheiro a mais.

  • Tem usados

Tem usados trabalha com anúncios de vendas de carros tanto novos como seminovos. Tudo é feito de acordo com regiões de atuação, sendo uma boa opção para comerciantes que já trabalham na venda de automóveis.

O investimento inicial da franquia virtual é R$13.500,00 para software, suporte técnico e equipamentos. Há uma taxa de royalites em 15% sobre o faturamento bruto e ainda as despesas com propaganda em 3%.

E ai, já escolheu sua franquia virtual? Lógico que estas não são as únicas opções disponíveis para quem deseja investir no ramo de franquias virtuais, pois com o sucesso da internet estão surgindo sempre novas opções de negócios.

Antes de escolher a sua franquia virtual vale a penar ler o nosso curso sobre Análise da viabilidade de um negócio online e ver se esta é a melhor opção para você. Se ainda não for, não se desespere porque continuaremos dando as melhores dicas sobre como ganhar dinheiro e ter o seu negócio próprio.

Por Jeniffer Elaina

As melhores franquias no Brasil

Já vimos aqui que o crescimento no ramo de franquias está em grande desenvolvimento. Conhecemos também quais as franquias mais baratas, algumas franquias de sucesso e outras coisas referentes ao tema. Hoje veremos quais as melhores franquias no Brasil.

Lógico que esta lista tem uma grande tendência a mudanças constantes, já que a economia não pára e uma rede que hoje está em desenvolvimento pode não ser a mesma que estará em destaque daqui a dois meses. Então como avaliar isso? Utilizando a sua característica de empreendedor de sucesso: atualizando-se constantemente.

E para ajudar nesta atualização vamos ver as melhores franquias no Brasil em 2010, de acordo com a premiação da revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

O destaque de franquias do Brasil no ano de 2010 foi para a Casa do Construtor. A rede é do segmento de construção e imobiliárias e trabalha com aluguel e venda de equipamentos para construção civil.

A empresa recebe Selos de Excelência desde o ano de 2004, sendo que o início de sua rede de franquias foi em 1998. Possui 76 unidades com faturamento médio mensal de R$60.000,00.

Para quem deseja abrir uma unidade da Casa do Construtor, deve possuir um investimento inicial de R$355.000,00 a R$695.000,00. O período de retorno é de 34 a 30 meses.

Entre as demais premiadas como grandes franquias de sucesso no Brasil em 2010 têm:

  • Alimentação

Nesta área o destaque foi para Patroni Pizza, que trabalha no segmento de bares, restaurantes e pizzarias e é uma das primeiras a fazer pizzas com bordas recheadas e serviço de entrega.

Iniciou sua rede de franquias em 2003 e já conta com 104 unidades. Seu faturamento mensal é em torno de R$100.000,00, sendo que em 2009 teve um crescimento de 38,5% em relação a 2008, faturando R$95 milhões.

O investimento inicial é entre R$210.000,00 e R$295.000,00, com prazo de retorno de 12 a 18 meses.

  • Cafeteria e confeitaria

Neste caso o prêmio foi para a rede de franquias Rei do Mate que chega a receber em média 20 milhões de clientes por mês.

A rede existe desde 1992 e já possui 300 unidades. O investimento inicial varia de R$180.000,00 a R$250.000,00, com retorno de 24 a 36 meses e um faturamento médio de R$50.000,00.

  • Casa, decoração e presentes

O destaque do segmento vai para Fastframe, empresa especializada em molduras na hora. Sua rede de franquias iniciou-se m 1986 e hoje conta com 53 unidades.

O investimento inicial é de R$90.000,00 a R$140.000,00, com um retorno médio de 18 a 24 meses e faturamento mensal de R$30.000,00.

  • Cosméticos, perfumaria e farmácia

Neste segmento temos a rede O Boticário, uma rede de franquias gigante que possui mais de 3.000 lojas no país e emprega aproximadamente 16.000 pessoas.

O investimento inicial da franquia gira em torno de R$150.000 a R$450.000,00 e seu faturamento médio é de R$2 milhões.

  • Idiomas

A rede de franquias Fisk destaca-se na parte de ensino de idiomas e recentemente ampliou seus serviços para oferecer aulas de português e informática.

Fundada em 1962, a rede de franquias possui 1.002 unidades, sendo que 108 são no exterior.

Seu investimento inicial varia de R$56.000,00 a R$156.000,00 com faturamento mensal médio de R$35.000,00 e retorno de 18 a 24 meses.

  • Lazer

No segmento de lazer, a rede Flytour Franchising é uma agência de viagens com 67 unidades no Brasil e 35 anos de experiência.

O investimento inicial é a partir de R$170.000,00.

  • Saúde e bem-estar

Neste ramo temos a rede Sorridents que atua no segmento de clínicas odontológicas. Possui 160 unidades e teve sua rede fundada em 2005.

O investimento inicial fica entre R$250.000,00 a R$350.000,00, com faturamento médio mensal de R$90.000,00 e tempo de retorno de 24 a 36 meses.

Vale ressaltar mais uma vez que o investimento inicial em uma franquia inclui taxa de franquia, capital para instalação e capital de giro. Desta forma os valores sofrem alterações constantemente e as médias aqui citadas devem ser confirmadas junto à rede de franquias no momento em que desejar tornar-se um franqueado.

É importante também estar sempre se atualizando sobre as melhores franquias no Brasil, até porque existem muitos segmentos que podem ser abordados. Caso deseje tornar-se dono de uma unidade dessas, as opções entre franquias são inúmeras e cabe a você como empreendedor saber qual se adéqua ao seu bolso e suas habilidades para ganhar dinheiro.

E então, já escolheu a sua franquia?

Por Jeniffer Elaina

Franquias de Alimentos – começando o seu negócio

Aqui estamos em mais um artigo sobre franquias e dessa vez o foco é falar sobre as franquias de alimentos para quem está começando o seu negócio.

Missão difícil esta minha, pois mais uma vez me deparo com a dúvida de quais franquias de alimentos iremos abordar já que existem muitas que fazem sucesso e não é a toa que, como já dito no artigo sobre algumas franquias de sucesso, foi o setor que teve maior crescimento em 2010, com faturamento maior em 39,9%, de acordo com o gráfico apresentado pela ABF (Associação Brasileira de Franchising).

Vou tentar seguir alguns critérios então para podermos selecionar as melhores franquias de alimentos e depois quem quiser abordar critérios diferentes, é só falar.

Segmentos que mais crescem nas franquia de alimentos

Primeiramente, utilizando dados da ABF, existe uma expectativa de crescimento no setor de Alimentação para 4,6% por semestre, com destaque para os segmentos de bares, restaurantes e pizzarias. Assim, como franquias de sucesso neste ramo temos:

  • Salomé bar

Esta rede de franquias surgiu em 2005, na cidade de Sorocaba, estado de São Paulo e veio com o conceito de boteco.

Para quem possui interesse em investir na franquia, o capital inicial juntamente com a taxa de franquia e capital de instalação varia de R$380.000,00 a R$445.000,00, com um faturamento médio em torno de R$115.000,00 e um retorno entre 24 a 36 meses.

  • Água Doce Cachaçaria

A Água Doce Cachaçaria atua no segmento de restaurantes e é a maior rede de cachaçarias do mundo, com foco nas comidas e bebidas típicas do país.

O investimento inicial varia de R$365.000,00 a R$975.000,00, com um retorno de 36 a 60 meses.

  • O Pedaço da Pizza

Esta rede de franquias do segmento de pizzarias já recebeu vários prêmios de revistas como Veja São Paulo e Jornal The New Work Times. Seu diferencial é servir pedaços de pizzas, para que o cliente possa comer tudo a seu gosto.

Com um retorno médio de 24 a 36 meses, o investimento necessário para abrir uma franquia O Pedaço da Pizza é de R$190.000,00 a R$280.000,00.

Franquias de alimentos baratas

Para quem quer investir em um setor de sucesso como as franquias de alimentos, mas não possui muito capital para isso, há ainda as opções disponíveis entre as 150 franquias mais baratas, de acordo com pesquisa da PEGN (Pequenas Empresas e Grandes Negócios).

  • Cia da Empada

A franquia de alimentos consiste em comercializar diversos sabores de empadas, com sucos, refrigerantes e água mineral.

O investimento inicial total de R$120.000,00 e contando com um faturamento mensal de R$25.000,00, com um retorno de 15 a 20 meses.

  • Makis Place

A Markis Place é uma Temakeria e teve sua primeira unidade inaugurada em 2008 na Vila Leopoldina, em São Paulo. No final do ano de 2010, ela se transformou na maior rede de Temakerias do Brasil e na maior Rede de culinária japonesa virtualmente.

O investimento médio para quem deseja investir neste ramo é de R$230.000,00.

  • Cia. Dos espetinhos

A rede está no mercado há mais de cinco anos fabricando e comercializando espetinhos.Quem deseja investir nesta franquia, deve possuir no mínimo R$210.000,00.

Expandindo um pouco a lista de franquias baratas na área, estão empresas como:

  • Chiken-In

Esta rede brasileira é especializada em vender frango frito crocante e polenta frita e possui mais de 40 anos de funcionamento.

O investimento inicial varia de acordo com o ponto comercial, sendo necessários R$5.000,00 para estoque inicial, R$20.000,00 para capital de giro, R$1.000,00 de taxa mensal de franquia e a partir de R$45.000,00 para custos de montagem de loja. O retorno é de 12 a 24 meses.

  • Dna Natural

Classificada como sendo uma das maiores redes de alimentação saudável no país, tendo como produtos sucos naturais, frutas, saladas em geral, grelhados, etc.

O investimento inicial gira em torno de R$93.000,00 a R$215.000,00, com faturamento médio de R$60.000,00 e retorno de 24 a 36 meses.

As principais franquias de alimentos

Mas se o problema não é dinheiro e você quer investir em uma franquia de alimentos que faça muito sucesso, as opções mais famosas são:

  • Bob´s

A rede de franquias possui como missão ser reconhecida como a melhor escolha entre os restaurantes de fast food. Ocupa a 11ª posição no Ranking de Franquias da ABF (em uma lista de 25 opções).

O investimento inicial é de R$330.000,00 a R$1.380.000,00, com faturamento médio de R$150.000,00 mensais e tempo de retorno de 36 a 48 meses.

  • Subway

O foco da Subway é vender sanduiches, cookies e saladas leves para o público que deseja uma refeição rápida e saudável.

O investimento inicial é acima de R$250.000,00 e deve ser consultado diretamente com a empresa que não divulga muito seus valores.

Confesso que o número de franquias é extenso e ao selecionar algumas acabei por não falar de outras, mas já decidiu se vai abrir uma franquia de alimentos e aproveitar este crescimento na área de alimentação? E qual será a rede de franquias que é melhor para você? Lógico que isto necessita de tempo e pesquisa, mas no que o Clube do Dinheiro puder ajudar para que tome sua decisão e fique informado sobre as melhores opções de franquias, estamos aqui.

Por Jeniffer Elaina