Qual a sua estratégia de negócio?

Olá a todos os amigos e leitores do Clube do Dinheiro, que tal hoje abordarmos um tema que em nada é simples, porém é crucial para o funcionamento do seu negócio? Estamos falando da estratégia de negócio.

Já falamos anteriormente sobre tipos ou modelos de negócio e nichos de negócio. Quem quiser refrescar a memória, trata-se do artigo Construindo um negócio online do zero – parte 3, onde temos um vídeo explicando o assunto. 🙂

Hoje, quero abordar outro conceito igualmente importante, que é a estratégia de negócio, isto é, um planejamento estratégico focado em responder perguntas como:

  • Qual a melhor forma de começar o meu negócio? Quanto precisarei desembolsar? Quanto tempo precisará para que eu consiga meu retorno?
  • Após iniciar o meu negócio, quais são os próximos passos que devo executar para desenvolver-se, amadurecer e então expandir?
  • Quais são os meus “planos B” para a reação de cada um de meus concorrentes à minha atuação no mercado?

Uma estratégia de negócio pode ser tão simples que é descrita em poucos passos e não cobre as “situações colaterais” (como a reação dos concorrentes, por exemplo) ou tão complexa que aparentemente basta seguir cada passo em cada situação e tudo estará sempre bem (na verdade, esse é o nosso sonho, mas muito raramente conseguimos um plano tão perfeito). Quem observar bem, poderá dizer que se parece muito com a parte do “plano de ação” que pode estar presente em um plano de negócios, e é isso mesmo: a sua estratégia de negócio irá compor o seu plano de negócios.

O ideal é que todo o seu plano de negócios seja elaborado, nos mínimos detalhes, mas mesmo sem essa elaboração minuciosa, é possível planejar e executar certas seções dele e conseguir bons resultados também.

Tive a ideia de escrever este artigo após assistir a uma das aulas da disciplina Estratégia Competitiva, onde o professor explicava a ideia por trás das fusões e aquisições como parte de uma estratégia de controle. Assisti e pensei: mas isso parece algum muito custoso, necessitando de altos investimentos e um processo muito trabalhoso… Como um pequeno empreendedor pode beneficiar-se disso?

Pensando um pouco mais, percebi que na área de negócios online isso pode ser bastante comum, a depender, claro, de como você considere cada website ou blog, como sendo um negócio ou somente um produto. Prefiro considerar como sendo um negócio.

Fusões e aquisições podem ocorrer no mundo dos negócios online, como por exemplo quando alguém compra um website ou blog de um terceiro (há vários lugares na web onde se pode fazer isso, um bastante popular é o Flippa.com). Neste caso, estamos a promover uma aquisição que geralmente será mais fácil de ser executada do que com negócios offline, registrados em cartório e tal.

E engana-se quem pensa que tais aquisições ocorrem somente com websites pequenos: se acompanharmos o histórico do website supracitado, perceberemos que já ocorreram várias vendas envolvendo centenas de milhares de dólares!

Há inúmeras estratégias de negócios disponíveis para quem desenvolve um negócio, seja ele online ou não. Vou comentar agora superficialmente sobre as estratégias mais adotadas por quem possui blogs, lojas virtuais e grandes portais ou comunidades…

Criar e vender websites (Create and Sell)

Muitos dos que começam a criar um website o faz pensando em vendê-lo para obter retornos rápidos, tão logo os mesmos demonstrem estar atingindo um bom ritmo. Um exemplo de quem executa tal estratégia é o website AdsenseFlippers.com, dois caras geniais, que possuem uma equipe responsável pela pequisa de nicho e desenvolvimento de novos websites, que após seis meses ou mais poderão ser vendidos, dependendo de qual o atual potencial de rendimento dos websites (assim que um website está rendendo bem, eles o vendem, tentando conseguir um bom retorno disso).

Bem, parece divertido, mas… quais serão as vantagens e desvantagens disso?

Vantagens: o retorno de caixa é mais rápido do que quando você cria e mantém websites, pois um website pode ser vendido por um valor que vai de 15 a 30 vezes o que ele fatura em um mês! Então em vez de você esperar por um a três anos para conseguir aquele dinheiro, você pode vendê-lo e então embolsa os lucros.

Desvantagens: você poderá empenhar muito do seu tempo na construção de websites (ou então precisará fazer como o pessoal do Adsense Flippers, que terceiriza isso para uma equipe – eles constroem muitos websites por mês, em média, perto de cem ou mais). Obviamente, se você optar pela terceirização da tarefa, você poderá estar a gastar muito dinheiro antes de começar a ter algum retorno, o que pode ser bastante arriscado. Em minha humilde opinião, se você está começando nessa estratégia, opte por não terceirizar a produção de seu website, faça-o em seu tempo livre aos poucos até conseguir caixa suficiente para começar a “pegar pesado”, evitando assim grandes gastos logo no início, que podem colocar todo o seu negócio em risco. Além disso, ao vender um website que ainda não atingiu todo o seu potencial, você pode sentir que se tivesse esperado “um pouquinho mais” poderia ter ganho um valor maior.

Comprar e vender websites (Buy and Sell)

Uma outra estratégia é utilizar-se de websites como o Flippa.com (há outros similares pela web, é só procurar) e buscar comprar um website, em vez de construí-lo todo você mesmo. Desta forma, você pode reduzir consideravelmente o tempo necessário para “construir aquele website” (na verdade, aqui o foco é comprar um website que precisa de melhorias, fazê-las e vender por um preço maior).

Muitas pessoas utilizam-se de tal estratégia – basta ver quantas pessoas estão a comprar websites no website supracitado. E aqui o segredo é composto por três passos:

  • Encontrar um bom website, que você possa comprar por um preço menor do que ele merece porque o seu dono não soube ou não pôde implementar tais alterações. Essa é a verdade: quando se trata de compra e venda, você “lucra” no momento da compra, buscando comprar pelo menor preço possível;
  • Executar as melhorias cabíveis ao website a fim de aumentar os seus rendimentos – em outras palavras, quanto mais você aprender por que determinados websites ganham dinheiro e outros não, melhor você se sairá nessa estratégia;
  • Vender o website. Se você fez tudo certo, os potenciais compradores perceberão quanto aquele website vale e vão se interessar por ele.

Vantagens: outra vez temos como vantagem o “retorno de fluxo de caixa” mais rápido, pois ao vendê-lo você poderá ganhar o que levaria alguns anos para ele conseguir. Além disso, isso pode exigir-lhe um tempo e um custo talvez menor do que se você mesmo criasse aqueles websites.

Desvantagens: acredito que esta abordagem possa bastante arriscada, pois se você comprar um website que não realmente ganhe aquilo que você planejava, poderá ser até mesmo difícil vender mais tarde para outra pessoa por um bom preço. Além disso, pode consumir menos tempo que na abordagem anterior, mas em muitos casos podem custar mais (talvez seja por isso que Adsense Flippers executa a abordagem anterior e não esta!).

Comprar e manter websites (Buy and Keep)

A próxima abordagem começa comprando os websites, porém não planejando vendê-los. Neste caso, a pessoa que os compra visa lucros no mesmo por meio de seu gerenciamento, seja um blog, uma loja virtual ou uma prestadora de serviços. Como se pode perceber, trata-se de uma estratégia que visa ganhos a médio e longo prazo, uma vez que não vende websites para conseguir retorno financeiro mais rapidamente.

Vantagens: Ao comprar websites, você poupa parte do trabalho que teria desenvolvendo os mesmos. Além disso, se você estiver focando em ganhos a médio e longo prazo (a partir de um ano a um ano e meio), pode fazê-lo ganhar muito mais do que ganharia se vendesse buscando ganhar de 15 a 30 vezes o rendimento mensal daquele website. Isso é especialmente verdade quando se é possível identificar bons websites que precisam de algumas melhorias tal que possa ganhar mais e mais (similar à última estratégia neste ponto, não acham? 🙂 ).

Desvantagens: Em toda compra de website, sempre há o risco de adquirir “gato por lebre”. Comprar algo pensando que é um website fenomenal porém, na verdade, é um tremendo erro. Nesses casos, é necessário muito, muito cuidado na hora de adquirir um website – lembre-se, é seu dinheiro em jogo.

Criar e manter websites (Create and Keep)

E a última estratégia que vou apresentar aqui envolvendo compra, venda e manutenção de websites é uma da qual eu mesmo gosto (e uso): criar cada um dos websites e então mantê-los, ganhando a partir do fluxo de caixa gerado mensalmente por cada um daqueles websites. Se você for bom em identificar bons nichos, boas palavras-chave e souber criar seus websites em torno delas de forma bastante atraente, interessante para o leitor e com um bom trabalho de SEO, então você pode esperar que o retorno comece a aparecer aos poucos, ao longo dos vários meses.

É comum encontrarmos internet maketers afirmando que conseguem criar um website e ter o mesmo trazendo um retorno considerável (quando comparado aos esforços nele aplicados) em questão de três a seis meses. Comigo isso não acontece! Geralmente eles começam a ganhar algo que me faça abrir um sorriso após mais ou menos um ano, entretanto a partir daí são ganhos consistentes e, dentro de algum tempo, as “contas se equilibram”, passando a trazer-me lucro. 🙂 Isso não quer dizer que não veja algum retorno antes disso, mas isso pode demorar – e dependerá muito de sua estratégia para desenvolvimento de cada website. Ah, antes que eu me esqueça: Adsense Flippers também constroem alguns websites e os mantêm, sem o intuito de venda para “quick cash”.

Vantagens: Se você mesmo criar cada um dos seus websites (o que o fará desenvolver um a três por mês ou até menos, em vez de cem), os custos envolvidos poderão ser bem mais baixos e a partir de um ponto em que o retorno passa a ser sustentável, você pode delegar algumas tarefas para terceiros.

Desvantagens: Da mesma forma que em todas as estratégias, depende muito de suas habilidades em determinar que tipo de websites podem ser rentáveis: talvez uma loja virtual sobre produtos naturais? Ou mesmo um blog focado em reviews de produtos eletrônicos? Enfim, quanto melhores suas habilidades, maiores serão os potenciais de lucro. Além disso, nessa abordagem tomará muito mais tempo para ter um bom retorno de caixa em relação às estratégias utilizando-se de vendas de websites. Em contrapartida, a longo prazo pode demonstrar-se uma estratégia muito mais interessante. 🙂

E então, entendeu quão variadas podem ser nossas estratégias? Caso você começasse o seu negócio online, qual estratégia de negócio preferiria adotar?

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *