Papo reto: sem novidades na economia brasileira, dicas para sair do vermelho e o que aconteceu com os desafios mensais

Papo reto: sem novidades na economia brasileira, dicas para sair do vermelho e o que aconteceu com os desafios mensais

Olá e aqui vamos nós para mais um papo reto! Fiz um apanhado das notícias e artigos sobre economia e finanças pessoais mais relevantes dos últimos três dias e, seguindo a tradição de apresentar aqui somente o que realmente importa para o pequeno investidor, posso resumir em duas “manchetes”: a economia brasileira está dando sinais de recuperação e muitas dicas para recuperação financeira do indivíduo estão sendo publicadas por aí.

Além disso, hoje decidi matar a curiosidade de alguns sobre o que aconteceu com meus desafios mensais. Bem, mas primeiro vamos às notícias…

Quando nossa economia realmente vai se recuperar?

Economia brasileira se recuperando aos poucos

Publicado em: Brasil já se recuperou dos efeitos da Operação Carne Fraca, Juros em Baixa: bons resultados podem estar na bolsa de valores, Confiança do empresário atinge maior nível desde 2014, Produção industrial registra melhor setembro em quatro anos

Segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, parece que o “pior” para o setor de ovinos e bovinos de corte já passou, uma vez que apenas quatro dos 93 parceiros comerciais mantêm o embargo à carne brasileira. Bem, se isso for verdade, podemos respirar um pouco mais aliviados, já que este é um setor que gera muitas divisas para o nosso país e, com a sua recuperação, podemos ver sinais melhores em nosso PIB. Além disso, quem “apostou” na recuperação do setor e comprou ações no momento certo poderá perceber um retorno financeiro em breve, conforme o mercado esquenta novamente. Entretanto é necessário garantir que erros passados não se repetirão, isto é, que a fiscalização não se tornará leniente outra vez, caso contrário, a mancha na indústria pecuária brasileira pode ser tão profunda que não se recuperará tão facilmente.

Já segundo o Dinheirama, como vivenciamos um momento de queda nos juros e a bolsa apresentou diversos sinais de melhoria, não há melhor momento para investir nela. Nesse caso, concordo porém recomendo cautela, afinal de contas ninguém pode prever o movimento da bolsa e muito menos quais ações subirão ou cairão. Assim, sugiro que não invista mais do que 30% de seus recursos para longo prazo na renda variável e se não possui experiência foque principalmente em empresas fortes e que paguem dividendos.

E voltando ao site do governo brasileiro, segundo levantamento da FGV os recentes resultados econômicos positivos fizeram com que empresários e brasileiros voltassem a ter mais confiança em nossa economia. Segundo o Brasil.gov.br “a alta no indicador é fruto tanto da percepção dos empresários a respeito do momento atual dos negócios quanto com as perspectivas para o futuro”. Isso é relativamente bom e melhor ainda se vier junto um bom pacote do governo para facilitar crédito a juros bem mais baixos para pequenos empreendedores e incentivo à inovação e à exportação. Infelizmente, esses itens estão sendo parcialmente atendidos (governo está cortando a verba para pesquisa!).

E segundo dados do IBGE, a atividade da indústria nacional alcançou melhor resultado de setembro na série dos últimos quatro anos, fazendo com que o resultado dos últimos 12 meses torne-se positivo pela primeira vez em 39 meses. Dentre as categorias econômicas as que mais cresceram destacam-se os bens de consumos duráveis (+16,2%) e bens de capital (+5,7%), já entre as categorias industriais, o primeiro lugar vai para o setor automotivo (+20,9%), seguido dos equipamentos de informática e ópticos (+16,9%).

Dicas para sobrar mais dinheiro no fim do mês

Publicado em: Veja por que seu dinheiro some no início do mês, Veja esses 7 passos e saia do vermelho, 6 dicas para fazer seu dinheiro sobrar, Conheça 4 gerenciadores financeiros gratuitos

Se há um assunto que todo blog/vlog/website/canal sobre finanças pessoais sempre aborda é como sair do vermelho e fazer seu dinheiro sobrar no final do mês. Aqui mesmo em nosso Clube temos vários artigos sobre o tema, por exemplo Como sair do vermelho e ainda ganhar dinheiro e Dez dicas sobre como ficar rico. E como não era para ser diferente, muita gente na rede abordou algumas dicas. Bem, aqui vai um resumo das mais interessantes, acrescidas de outras que, em minha opinião, não poderiam faltar:

  1. Identifique, analise e otimize o orçamento de sua família;
  2. Examine e mude todos os seus hábitos (na verdade, vícios) que o levam a gastar mais do que deveria – não vai ser fácil, mas sem a disciplina necessária, você não conseguirá chegar a lugar algum;
  3. Aprenda o significado de “cortar na carne”: você precisará economizar até de onde não dá mais se deseja livrar-se das dívidas logo;
  4. Evite a todo custo usar o cheque especial;
  5. Muito cuidado ao parcelar suas compras no cartão;
  6. Jamais pague o mínimo do cartão de crédito – é a maior armadilha, prontinha para fazer sua dívida crescer como uma bola de neve;
  7. Organize-se e evite pagar juros e multas em suas contas;
  8. Pague primeiro as dívidas com maiores taxas de juros;
  9. Planeje como pagar suas dívidas e negocie com seus credores;
  10. Há planilhas e aplicativos para gerenciamento financeiro que você pode utilizar, mas nenhum deles funcionará se você não estiver realmente disposto a sair de sua zona de conforto;
  11. Busque meios de aumentar sua renda – a Internet está cheio deles, mas já vou avisando: você não vai ficar rico da noite para o dia, trabalho é trabalho.

E para encerrar essa lista de dicas, um trechinho de um artigo do website Juros Baixos: “Qualquer pessoa que esteja com dívidas acumuladas, contas bancárias negativadas, financiamentos atrasados e o carro com busca e apreensão decretados, está no vermelho”. Não, meu amigo, essa pessoa não está no vermelho, ela está bem no meio de um buraco negro, sendo implacavelmente sugada, mas com um pouco de fé e muita reza ela ainda pode escapar dele e voltar a orbitar tranquilamente!

O que aconteceu com os meus desafios mensais

Para mim, este ano aqui no Clube ficou marcado pelos desafios mensais. Para quem não me acompanhou, aqui vai a lista:

E se você não entendeu o tamanho de cada desafio, atente-se ao fato de que cada um deveria ser cumprido num prazo de 30 dias. Sim, eu sei, insanidade – mas era justamente isso que me motivava tanto! E foi incrível, quando percebi que as metas, apesar de não serem cumpridas totalmente, alcançavam mais de 50% de completude nos dois primeiros desafios.

O problema foi quando iniciei o terceiro desafio e, como não havia terminado completamente os anteriores, comecei a ficar sobrecarregado de tarefas. Em algum momento, minha rotina estava mais ou menos assim:

  • 60 minutos de exercícios físicos;
  • 30 minutos de estudos de inglês;
  • 30 minutos de estudos de espanhol;
  • 90 minutos de estudos da italiano;
  • 60 minutos lendo (tinha acabado de assinar o Kindle Unlimited);
  • 30 minutos de passeio com o cachorro (não dá para negociar isso com Johnny);
  • Todas as minhas tarefas como docente (preparação de aulas e provas, correções, aulas, atendimento ao estudante, projetos etc.).

A essa altura você deve estar pensando “Espere aí, isso é muito coisa!”. Pois é, foi o que descobri também. Meus projetos pessoais, de pesquisa e extensão começaram a ser prejudicados. O que começou a me motivar, de repente, me fez “quebrar”. O cansaço da rotina foi tal que, quando larguei tudo, só voltei a fazer exercícios físicos mais de um mês depois. As outras atividades, então, demoraram mais ainda.

Então foi tudo desperdício? Longe disso! Nesta última semana, voltei aos estudos de inglês, espanhol e italiano e estou bastante animado – Busuu finalmente melhorou o curso de italiano e até incluiu os exames para certificação, coisa que não havia antes! Aos poucos, estou voltando à rotina, só que sem a cobrança exagerada que eu mesmo me fazia antes.

Aprendi muitas coisas com essa série de desafios e a principal é “se começar um novo desafio, interrompa o anterior”. Isso foi o que mais me prejudicou. Além disso, estou pensando se quando retomar os desafios no ano que vem os mantenho com um limite de 30 dias ou aumento para 90 dias (três meses), o que me traria não só mais tempo para conseguir resultados mais consistentes, mas também algum tempo para escrever um relatório e publicá-lo aqui (ainda estou lhes devendo aquele relatório com dicas para acelerar o aprendizado de qualquer língua, não é mesmo?).

Então é isso: não morri, não desisti, mas estou me reorganizando para não deixar nenhuma de minhas responsabilidades “cair”. Tentarei escrever mais vezes aqui, mas prometo que só vou escrever se tiver algo realmente útil para falar (estou olhando para você, Dinheirama, com seu artigo publicitário Escolhemos 4 ações para você investir agora, que na verdade não cita ação alguma e somente leva para uma landing page tentando capturar o e-mail do leitor!).

Quer baixar nosso e-book Manual do Investidor?

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *