Oportunidade #3: Aplicar seu dinheiro (para ganhar mais dinheiro!)

Se você já acompanha nosso blog há algum tempo, já deve saber que aplicar seu dinheiro continua tendo vital importância para aqueles que desejam alcançar seu sucesso financeiro, independente de quão ambiciosas são as metas traçadas. Se você quer ganhar mais dinheiro, você deve saber que há, basicamente, dois meios para isso: você trabalhar pelo dinheiro e o dinheiro trabalhar por você!

Vários economistas e autores de best-sellers falam isso, mas acredito que poucos dão tanta ênfase e falam de forma tão clara e simples quanto Robert Kiyosaki, autor de Pai Rico, Pai Pobre – o que os ricos ensinam a seus filhos sobre dinheiro.

Se você prestar atenção, perceberá em que fase de sua vida cada uma dessas formas de ganhar dinheiro ser-lhe-á mais atraente, mas basicamente o fazer seu dinheiro trabalhar por você é sempre uma forma mais prazerosa de ganhar dinheiro, pois permite-lhe dedicar-se mais tempo a aprender como as coisas funcionam e ver isso em prática do que o trabalhar pelo dinheiro.

Se fazer o dinheiro trabalhar é melhor, por que nós iríamos querer trabalhar pelo dinheiro? Bem, o primeiro motivo é porque, obviamente, se você não tem dinheiro suficiente para fazê-lo trabalhar para você (e não está interessado em arriscar-se por meio de algum tipo de empréstimo sem a certeza do sucesso do empreendimento), então a melhor forma para começar é usando as suas habilidades para conquistar o seu dinheiro, inicialmente.

Mas devemos tomar cuidado para que o “trabalhar pelo dinheiro” não acabe por nos levar a algo que seja indesejável, por exemplo, destruir o sonho da independência financeira. É muito comum que a pessoa que começa a trabalhar pelo dinheiro sem se preocupar em já se preparar para poupá-lo ou investi-lo comece por gastá-lo de forma indevida, o que a faz pensar que não há meio de conseguir dinheiro suficiente para que o mesmo comece a trabalhar por ela.

Por experiência própria, tenho uma amiga (como sempre, não vou citar nomes pois é indelicado 🙂 ) que possui um bom emprego e consegue uma quantia líquida bastante considerável. Ela possui alguns compromissos (como o financiamento de seu apartamento) e está a economizar a fim de quitá-lo o quanto antes.

A atitude de economizar com certeza é um excelente passo, mas a pergunta seguinte é: o quanto poupar?

Se você leu nossos artigos (posso citar aqui o Gastar, poupar ou investir? Uma introdução ao mundo dos investimentos), já deve saber que a resposta é “o máximo que puder sem que isso prejudique a sua qualidade de vida”. E lembrar que qualidade de vida deve compreender cumprir suas necessidades, não cumprir todas as suas vontades!

Nesse ponto estava o principal problema dela: ela não estava economizando o suficiente de seu dinheiro. Por mais que ela me diga que é impossível pois todo o restante está envolvido em “gastos essenciais”, não adianta, pois no fim das contas a pessoa prejudicada não sou eu, mas ela mesma, já que ela está perdendo a oportunidade de conseguir mais dinheiro trabalhando para ela.

Durante o ano passado (ano de 2008), iniciei o ano com R$ 7.930,35 em poupança e, ao final do mesmo, tinha R$ 13.646,23, dos quais R$ 1.479,38 provêm de seus rendimentos (e o restante, obviamente, foi depositado gradualmente por mim lá). Geralmente não comento números, mas falo sem medo sobre essa quantia pois a mesma não mais está em meu poder – já utilizei na amortização do financiamento de meu apartamento. 🙂

Mas o que isso mostra? Que com um investimento inicial de quase oito mil e mais alguns depósitos, consegui, ao longo de 2008, somente usando a caderneta de poupança, uma quantia bastante considerável! Imagine então o quanto você pode conseguir, aplicando seu dinheiro de forma correta, não por somente um ano, mas ao longo de 5, 10 ou 15 anos?

E o melhor de tudo: você não precisará trabalhar a mais por isso!

Infelizmente, o que muita gente vê e pensa é “mas eu terei que ficar sem gastar por muito tempo para conseguir isso!”. Elas pensam assim justamente porque não possuem disciplina para tal ainda. Eu, por exemplo, estou acostumado a economizar (e agora, a investir) o máximo que eu posso, independente de quanto eu esteja ganhando.

Na verdade, não importa muito se você ganha muito ou pouco, pois para chegar a metas ambiciosas você levará bastante tempo, então o primeiro e mais importante ponto é a disciplina necessária, caso contrário, você não vai resistir e, quando menos esperar, terá reduzido a zero suas reservas por alguma bobagem.

Então, vou lhe fazer a pergunta: quer ganhar mais dinheiro? Comece por saber aonde o seu dinheiro está indo! “Diga-me onde seu dinheiro anda, e eu lhe direi se o meu vai junto… ou não!”. 🙂

Escolha boas opções para aplicar o seu dinheiro e com certeza você o verá multiplicar-se gradualmente. Tenha disciplina para acompanhar e estudar o crescimento do mesmo sem se deixar levar por ímpetos consumistas e você conseguirá ir tão longe quanto qualquer outra pessoa pode (mas geralmente não chega porque não tem coragem de tentar de verdade).

A mensagem é muito simples, mas muita gente deixa passar: para ganhar mais dinheiro, comece a fazer o seu dinheiro trabalhar para você. Se não tem o suficiente, trabalhe para conseguir mais. Começou a aplicar, acompanhe o desenvolvimento do mesmo para saber tomar as decisões certas.

Bem, como última mensagem, vou falar aquilo que todo leitor de nosso querido blog já sabe: aqui no Clube do Dinheiro você encontra muitas informações sobre onde aplicar seu dinheiro e ganhar mais dinheiro, ok? 😉

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *