Mude ou morra – a importância da gestão de mudanças

O cenário econômico nunca é o mesmo: alguns anos atrás, por exemplo, o VHS (fitas de vídeo cassete) eram a melhor forma de locar e assistir um vídeo em casa – e as vídeo locadoras faturaram bastante com isso. Mais tarde, o DVD-Rom veio a substituí-las. Poderia ser uma simples mudança do tipo de mídia e as locadoras continuariam a ter um excelente lucro, mas não foi assim: é muito mais fácil copiar e vender DVD-Roms “piratas”, além disso as conexões de banda larga permitem às pessoas baixarem vídeos pela Internet, com isso muitas pessoas não mais locam filmes em vídeo locadoras. Muitas delas fecharam as portas, outras precisaram reduzir seus preços e oferecer promoções continuamente a fim de motivar as pessoas a locarem filmes.

Uma mudança como esta pode levar empresas a desaparecerem… ou a despontarem como pioneiras, caso consigam gerir a mudança a seu favor. Mudanças geralmente são ruins para um modelo de negócio, mas uma ótima oportunidade para outro que esteja atento. E é por isso que você deve preocupar-se com a gestão de mudanças em sua empresa.

Pense bem: quais são os riscos de mercado em seu nicho? Você trabalha com algum tipo de produto cuja demanda pode reduzir por alguma razão específica? Se sim, você tem um plano para isso? Você pode antecipar-se a tal ameaça e assim torná-la um benefício para você e sua empresa?

Um plano de negócios bem estruturado deve apresentar as principais fraquezas e ameaças para o seu negócio. Mas se você não tiver feito seu “dever de casa” direitinho, é provável que você não tenha ali um plano de ação bem claro sobre como atuar caso uma das ameaças se realize. E é isso o que você precisa fazer hoje mesmo, se possível, preparar o seu “plano B”, isto é, como seu negócio pode aproveitar-se de uma mudança caso ela ocorra.

E lembre-se: há inúmeras coisas que podem mudar. Uma determinada matéria-prima pode ter uma alta repentina de preços; uma determinada empresa de tecnologia pode não mais oferecer suporta a uma determinada ferramenta, seja hardware ou software, de que sua empresa necessite; ou seu produto ou serviço pode ficar defasado. Sendo assim, gerir a mudança em seu negócio não é opcional, é uma questão de “mudar ou morrer”.

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

One comment

  1. Michel Campillo says:

    Muito bom. A gestão de mudanças deve ser preocupação permanente da empresa. O mercado evolui permanentemente, quem não se adapta gradativamente corre um risco de estar fora um belo dia. Na minha opinião, o visor deve ser a Experiência de compras dos seus clientes. Quando a experiência de compras tende a não se repetir mesmo atendendo bem os Clientes, é que talvez a empresa precisa de mudanças.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *