Mercado financeiro

Atualmente, apesar de tanta informação disponível, muita gente não sabe o que é e o que faz o mercado financeiro. Na economia, o mercado financeiro é o sistema onde é realizada a negociação (compra e/ou venda) de ações, valores mobiliários, pedras preciosas e outros bens. Explicando de forma simplificada: é o lugar onde os investidores fazem a negociação de ações/papeis das empresas.

A operação do mercado financeiro está devidamente regularizada, desde 1964, através de três leis principais:

Lei nº 4380 – 21/08/64: instituiu a correção monetária nos contratos imobiliários de interesse social, trouxe a criação do Banco Nacional de Habitação e a criação do Sistema Financeiro de Habitação.
Lei n° 4595 – 31/12/64: estabeleceu as características e as áreas específicas de atuação das instituições financeiras e transformação do SUMOC ( Superintendência da Moeda e do Crédito, que é autoridade monetária antes da criação do Bacen, Banco do Brasil, e Tesouro Nacional).
Lei n°4728 – 14/07/65: estruturou o mercado de capitais e estabeleceu medidas para seu desenvolvimento.

O mercado financeiro é subdividido em dois outros mercados: os gerais, onde há a comercialização dos mais diversos tipos de produtos e os especializados, que comercializam um único tipo de mercadoria. A função do mercado financeiro é a de reunir pessoas com o mesmo interesse, ou seja, é onde vendedores e compradores se encontram para negociar (comprar ou vender) seus produtos.

Para realizar todas as negociações de papeis, as instituições bancárias e as corretoras de valores atuam como intermediadoras e para contar com este serviço, o mercado financeiro cobra um tributo de seus investidores.

O mercado financeiro oferece aos seus integrantes várias opções de negociação, são elas:

Aqui no Brasil, o mercado financeiro é controlado pelo Ministério da Fazenda e subordinado ao Banco Central e a Bovespa (Bolsa de valores de São Paulo).

Afinal, quem participa do mercado financeiro?

Existem três grupos de participantes dentro do mercado financeiro:

Autoridades monetárias – são as responsáveis pela regulação dos mercados financeiros e definem se será necessário aumentar ou não a oferta da moeda no mercado. Nesse grupo estão o Conselho Monetário Nacional – CMN e o Banco Central.

Autoridades de Apoio – trabalham como coadjuvantes juntamente às autoridades monetárias. Aqui estão incluídos a Comissão de Valores Mobiliários, o BNDES, a Caixa Econômica Federal, entre outros.

Bancos – Atuam ativamente no mercado e intermediam a compra e venda de ativos na Bolsa de Valores.

O Banco Central classifica os participantes do mercado de capitais em outras subdivisões, como:

Instituições Normativas – são responsáveis por definir as regras para o funcionamento do mercado. Neste grupo estão o Conselho de Gestão da Previdência Complementar – CGPC, o Conselho Monetário Nacional – CMN e o Conselho Nacional de Seguros Privados – CNSP.

Órgãos supervisores – sua função é fiscalizar se as orientações das Instituições Normativas estão sendo devidamente cumpridas. As instituições que fazem parte deste grupo são: O Banco Central, a Secretaria de Previdência Complementar (SPC), o Ministério da Previdência e a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).

Divisões do mercado financeiro

  • Mercado de crédito

É responsável por gerenciar os empréstimos dos bancos. E ele está muito presente na vida de qualquer pessoa que tenha uma conta bancária e paga juros pelas operações bancárias: uso do cheque especial, compensação de cheques ou faz um financiamento, por exemplo.

  • Mercado de câmbio

Tem como objetivo regular a troca de moedas entre os países. A maioria deles usa o dólar como referência para a sua moeda, para fazer as suas transações no mercado financeiro.

Assim, as instituições bancárias dos países fazem a compra e venda de dólares para investidores, bancos, exportadores e importadores.

  • Mercado aberto

São as empresas que negociam suas ações no mercado de capitais, conhecidas como Sociedades Anônimas. Ser uma empresa de Capital Aberto quer dizer que qualquer pessoa física tem condições de ser sócia daquela empresa, através da compra de suas ações.

Esse tipo de negociação acontece na Bolsa de Valores, por um preço determinado, então, todas as pessoas podem comprar. E este preço é estipulado sob a lei da oferta e procura.

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *