Mais sobre como ganhar dinheiro e ficar rico!

Olá a todos, amigos e leitores do Clube do Dinheiro! Peço desculpas pela pouca atualização que tivemos em nosso blog ultimamente (mas a culpa não é minha, é do curso de mestrado, que me faz estudar umas 48 horas por dia). Bem, hoje responderemos mais uma vez aos comentários publicados em nosso artigo Dez dicas sobre como ficar rico, sem dúvida alguma um dos artigos mais motivadores para os nossos leitores!

No último artigo-resposta, Dez dicas sobre como ficar rico – respostas 2012, respondemos vários comentários pendentes e hoje responderemos outros 13 comentários pendentes – e esperamos responder, assim, também as dúvidas de quem teve vontade de perguntar, mas ainda não o fez. 😉

Mais uma vez, muito obrigado!

Agradecemos ao Divino, Raphael Yuri, Júlio, Rose, Ricardo, Joilson e Aline, que elogiaram nosso artigo e assim nos motivam a escrever sempre mais e mais neste blog, buscando responder as dúvidas de outras pessoas.

Alguns podem até pensar que não, mas é muito importante o feedback dos leitores a fim de saber se nossos artigos estão bem orientados aos seus interesses – no caso, acredito que todos aqui reunidos interessam-se por gestão financeira pessoal e estratégias para ganhar mais dinheiro, não?

Entretanto, espero que não somente nos digam palavras de incentivo, mas também pratiquem ações das quais se orgulharão, forçando-se a sair de sua zona de conforto, pois este é o único caminho para alcançarmos nossas metas, sejam elas financeiras, profissionais, empresariais, sociais, amorosas ou de outra espera de suas vidas!

Comece certo, comece cedo!

Um amigo leitor chamado Dhialick (nome ou apelido?) escreveu-nos, agradecendo pelo artigo e mencionando que ainda possui 13 anos, mas que pretende já pensar e planejar desde hoje a fim de melhor aproveitar a longa jornada, colhendo frutos ao longo de toda a estrada.

E está mais do que certo! Alguém poderia dizer: mas ele só possui 13 anos, o que ele pode fazer? Várias coisas:

  • Empenhar-se nos estudos na escola, afinal de contas ela ainda possui vários pontos positivos, apesar de também ter suas observações e restrições;
  • Aproveitar alguns momentos semanalmente para ler um pouco mais sobre gestão financeira e empreendedorismo. Como já mencionamos aqui em nosso curso de educação financeira, o melhor momento para iniciar nossa educação é hoje, não importa se você se acha jovem ou velho demais “para isso”;
  • Fazer melhor uso da mesada, por exemplo reservando parte dela para aquisição de livros e cursos;
  • Até mesmo iniciar um hobby que mais tarde pode se converter em uma primeira tentativa de negócio!

E aqui vão algumas dicas, não somente para você, amigo, mas para todos os nossos leitores:

  • Quando o objetivo parecer impossível, em vez de desesperar-se, mantenha a calma, esqueça-o por alguns momentos e, mais tarde, volte a pensar nele com calma, analisando-se os obstáculos e os recursos disponíveis para contorná-los e assim alcançar sua meta. É realmente muito mais fácil desesperar-se, gritar e reclamar de como a vida é ingrata… Mas nada disso nos fará alcançar nosso objetivo, não é mesmo? Sendo assim, o melhor a fazer é “esfriar a cabeça” e mais tarde analisar com calma – desta forma, consegui alcançar muito mais “pequenos sucessos” do que com outras abordagens;
  • A estrada é longa, lembre-se sempre disso, então não adianta querer também buscar um atalho milagroso. Sim, há meios de fazer as coisas acontecerem de um jeito melhor, mas nada é mágico, principalmente quando o assunto é dinheiro. Sendo assim, tome um pouco de tempo ao longo dessa jornada para recompensar-se às vezes – pode ser por meio de umas férias bem merecidas, ou fazer algo que há muito tempo não faz e que o faz feliz;
  • Acompanhar os resultados de perto significa estabelecer métricas capazes de dizer-lhe como está o seu progresso em seu objetivo – e isso é realmente muito importante! Eu, por exemplo, não mantinha um controle rígido de receitas e despesas mensalmente quanto aos meus blogs e websites, de tal forma que nunca tinha uma noção de quão bem ou mal estávamos indo – às vezes, você pode ter uma receita alta, mas as despesas são tão altas que seu lucro é quase zero! No início é muito chato manter registros de todos os dados necessários para mensurar o progresso, mas após alguns meses passa a ser algo bastante natural, fazendo parte mesmo de sua rotina.

Educação financeira nas escolas

Nossa leitora Luisa parabenizou-nos pelo artigo e mencionou que concorda quanto à necessidade de educação financeira no ensino médio. Agradecemos o elogio e gostaríamos de estender sua observação a não somente o ensino médio, mas também ao ensino fundamental!

Educação financeira é algo vital, porém ainda pouco difundido no Brasil: há um grande número de livros e revistas sobre o assunto, mas será que sua tiragem e vendas são tão altas quanto revistas de fofocas sobre acontecimentos em novelas? Perceba que estamos muito mais dispostos a pagar para saber o que acontecerá no próximo episódio da novela das oito do que para melhorar o que acontecerá amanhã ao nosso bolso! 🙁

Educação financeira nas escolas é um primeiro passo, mas só funcionará se tiver todo o apoio da família e do círculo de amigos. Uma coisa que tenho aprendido é que quanto mais falamos sobre dinheiro e como melhor geri-lo, sempre estamos a agregar algum valor às nossas vidas (bem diferente do que ocorre assistindo novelas, que entra uma e sai outra e são todas muito “iguais”). Sim, eu sei que novelas possui um objetivo diferente, que é o entretenimento, o que critico é o fato de que dedicamos muito pouco tempo à nossa educação e autoconhecimento!

Luisa, não sei se você possui filhos escolares ou não, mas se tiver, não espere pela escola para ensinar seus filhos sobre educação financeira, pois a educação do jovem ainda é responsabilidade primária de seus pais! Busque livros, cursos e outras fontes que possam ajudá-la nessa tarefa!

Será que não sei nada mesmo?

O leitor Henrique mencionou que a gente “não sabe nada sobre ganhar dinheiro”.

Sabe, você conseguiu me fazer pensar no assunto… Talvez você esteja certo, talvez não saibamos nada sobre ganhar dinheiro… Mas, com certeza se eu fosse você e soubesse algo sobre ganhar dinheiro, em vez de perder meu tempo comentando em outros blogs sem acrescentar valor algum aos mesmos, preferiria por meus conhecimentos em prática e, assim, ganhar mais dinheiro, não? O que me leva a concluir que “se eu não sei nada sobre ganhar dinheiro, tampouco você sabe”. 🙂

Como já mencionei aqui, em outros artigos: não espero convencer todos sobre os resultados que se pode conseguir a longo prazo aplicando-se nossas dicas, pois sei que muitos preferem primeiro “ver a prova”, isto é, eu aparecer aqui e dizer “pronto, agora sou um milionário”, para só então acreditarem naquilo que falo. O problema é que, quando isso ocorrer, quem esperou até lá estará um bom tempo atrasado em sua jornada (não espero ficar rico em um ou dois anos e nem você deveria esperar!).

O segredo é um só!

Segundo o leitor Rogério: “Resumindo, nada dito foi além dos livros citados. Só existe um segredo para enriquecer: gaste menos do que ganha”. Bem, vamos responder às duas partes do comentário.

Primeiro, quanto a dizermos somente aquilo que já fora citado em livros. É bem certo que muito do conhecimento-base aqui apresentado já esteja presente em livros e há um excelente motivo para discutirmos aqui aquilo que também é apresentado em livros: nem todos aqui conhecem bons livros sobre gestão financeira e nem todos possuem acesso aos mesmos, às vezes por uma ligeira falta de dinheiro naquele mês, às vezes por dificuldades para realizar pedidos (principalmente no caso de livros estrangeiros).

Sendo assim, é nosso dever também abordar tais conhecimentos, mas não considero que nos limitamos somente a isso. Se você tomar um único artigo nosso, é claro que poderá encontrar o que ali está discutido fragmentado em vários livros sobre educação financeira, investimentos financeiros, gestão de negócios, etc. Neste caso, aquele artigo possui como papel unificar a informação e apresentá-la da forma mais compreensível possível. Por exemplo, quando me perguntam o que eu faria se eu tivesse somente R$ 25.000,00 para investir ou que opções de negócio online eu poderia recomendar para alguém que trabalhou toda a sua vida como professor (hmmm… não escrevi artigos sobre isso ainda, acho que está nascendo mais uma ideia para escrever 🙂 ).

Além disso, se você decidir ser leitor assíduo de nosso blog e tomar algum tempo para ler artigos já postados aqui, verá que trago muito da minha experiência, tanto como investidor conservador (esse é o meu perfil!), quanto como pequeno empreendedor online.

Atualmente, possuímos 415 artigos publicados (contando com este!), conteúdo que com certeza extrapola o normalmente visto em somente um ou dois livros – e está aqui, acessível a todos. Essa é a nossa missão. 😉

Onde estava mesmo… Ah, a segunda parte do comentário! Você mencionou que o segredo é um só: gastar menos do que se ganha. Sim e não!

Essa com certeza é a chave-principal para a boa manutenção de sua situação financeira, pois não importa o quanto você ganhe, se seus gastos são maiores, então você estará sempre endividando-se, mas não devemos considerar os gastos como sendo únicos parâmetros nessa matemática.

Por exemplo, se você ganha muito pouco, por mais que economize, perceberá que há uma restrição quanto ao máximo que poderá economizar. Entretanto, se buscar uma forma de ganhar mais dinheiro, então terá maior “folga” para seus gastos sem prejudicar sua poupança ou investimentos.

Quem estuda administração sabe muito bem a diferença entre as palavras estratégia, tática e operação. Sabe que em toda empresa há os três níveis. Mas podemos ir mais além e dizer que um grupo de princípios e diretrizes encontra-se acima da camada estratégica, guiando esta.

Sendo assim, em minha vida, prefiro considerar quatro princípios para o sucesso financeiro: ganhar mais, gastar menos, investir melhor e ter o meu próprio negócio (se bem me lembro, Harv Eker cita os três primeiros, mas se você ler Tim Ferriss vai entender por que incluo um quarto princípio). A partir da reflexão desses princípios, determino uma estratégia para cumpri-los e assim alcançar meu objetivo (sucesso financeiro). O próximo passo então é analisar e selecionar dentre táticas disponíveis aquelas mais convenientes. E, por fim, no campo operacional, preciso estudar cada processo envolvido, bem como ferramentas e técnicas que podem ser aplicadas – aqui é onde “tudo acontece”, mas não sem o devido embasamento nos níveis anteriores.

Falar isso pode parecer muito complicado, mas não é e pode ser feito gradualmente – por exemplo, hoje você define um processo para operacionalizar seu negócio que não é perfeito, mas já é um bom início e aos poucos o aperfeiçoa.

O governo patrocina nossa prosperidade?

A leitora Patrícia escreveu, em tom de brincadeira, o seguinte:  “Tenho sonho de ficar milionária, hoje não tenho condições para investimento. Se houvesse alguma forma do governo patrocinar essas nossas vontades… hauhauha”.

Vocês já devem ter lido vários artigos meus (e de outros bloggers e consultores financeiros) criticando certas medidas governamentais que prejudicam nossos investimentos financeiros bem como o desenvolvimento de certos setores da indústria, mas também não podemos dizer que não há incentivo algum. Por exemplo:

  • Há bolsas e financiamentos para graduação e pós-graduação (mestrado) que podem ajudar o aluno a melhor sedimentar sua jornada com uma boa formação educacional. Não quero dizer com isso que seremos ricos tão somente porque temos uma graduação ou pós-graduação, longe disso, entretanto, para a maior parte da população brasileira, diante de sua atual mentalidade quanto a dinheiro, carreira e negócios, este continua sendo o caminho com mais resultados;
  • Há certo apoio no fomento à formação de novas empresas, por meio de instituições para o desenvolvimento de micro e pequenas empresas bem como financiamentos para as mesmas;
  • Apesar de nossa querida caderneta de poupança estar sendo cada vez mais maltratada pelas últimas decisões governamentais, títulos públicos continuam sendo ainda uma boa opção para investimento em renda fixa de montantes razoáveis para prazos de pelo menos dois anos.

Claro, muito mais poderia ser feito em prol da população e até isso que é feito acaba não sendo feito adequadamente, veja só:

  • O número de vagas nas universidades públicas tem aumentado muito, mas o número de professores (bem como as condições de trabalho para estes) não tem se desenvolvido da mesma forma, o que leva a termos universidades “entupidas” de alunos que muitas vezes nem mesmo possuem professores alocados para todas as suas turmas e, quando conseguem isso, enfrentam dificuldades no aprendizado diante dos poucos recursos oferecidos aos professores para uma melhor educação;
  • A ideia do empreendedor individual é excelente, pois permite a formalização de diversos tipos de profissionais autônomos com tributações muito baixas! Infelizmente, qualquer área envolvendo informática ou Internet (áreas com ampla capacidade de exploração para os próximos anos), segundo a atual legislação, não pode ser considerada empreendimento individual, então você não pode ter um negócio online e tentar formalizá-lo a fim de conseguir financiamentos ou outros tipos de incentivos para alavancar seu negócio. Segundo a mentalidade implícita de nosso governo, se é na área de informática ou lida com Internet, então está ganhando rios de dinheiro (só eu não sei ainda aonde corre esse rio 🙂 )!

Enfim, talvez por uma má estruturação ou pouco estudo e planejamento em torno de certas decisões, as mesmas acabam não surtindo todo o efeito esperado, mas há, ainda que de forma muito tímida, algum apoio governamental em prol de nossa prosperidade – mas eu, se fosse você, Patrícia, não contava com isso para tornar-me milionário! 🙂

Bem, e assim encerramos mais este artigo! Prometo em nosso próximo encontro trazer um novo tema para discutirmos e espero que tenham gostado das respostas aos comentários de Dez dicas sobre como ficar rico!

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *