Hora de ganhar dinheiro: você tem uma mentalidade rica?

Se você já for leitor de longa data de nosso blog, é bem provável que o tema não lhe seja uma grande surpresa, já que já comentamos esse assunto aqui nos artigos A mentalidade rica x a mentalidade pobre e Pobres x ricos ou… mentalidades pobres x mentalidades ricas?, mas como muitos aqui são “leitores novatos” e provavelmente não leram aqueles textos, vou dar uma “colher de chá” e falar um pouco sobre esse tema que é a base para o sucesso financeiro de qualquer um.


O primeiro livro com que tive contato que abordava esse tema foi Os segredos da mente milionária (de T. Harv Eker) que, diga-se de passagem, o fez tão bem que já estou lendo-o pela terceira vez. Não, meu amigo, você não leu errado: eu estou lendo esse livro pela terceira vez e cada vez que o releio tento “devorar” cada palavra, gravá-la em minha memória para que eu possa praticar suas reflexões em meu dia-a-dia de forma mais clara e objetiva. Entretanto, mesmo sendo uma leitura agradável e interessante, não estou aqui hoje para falar sobre o livro, e sim para falar sobre a importância de desenvolver uma mentalidade rica para ganhar dinheiro.


Antes de mais nada é bom esclarecer um possível equívoco: por mentalidade rica não quero dizer que toda pessoa pobre já nasce “marcada para ser pobre” o resto da vida ou vice-versa. Prova disso é que há muitas pessoas que saíram do zero e foram para o milhão ao longo de suas vidas. Também não quero dizer que toda pessoa rica obrigatoriamente possui uma mentalidade rica. Prova disso é que há pessoas de classe média alta ou alta que, ao longo de suas vidas, perdem todo o status financeiro acumulado (geralmente herdado de seus pais). Agora, vamos explicar o que realmente queremos dizer por mentalidade rica…


Quando falamos em mentalidade rica, estamos falando sobre um conjunto de experiências, pensamentos e ações que, quando colocados em prática, geralmente guiam o indivíduo, no médio ou longo prazo, para o sucesso financeiro. São pensamentos que orientam, por exemplo, empreendedores ou investidores de sucesso como Steve Jobs e Warren Buffet. Na teoria (e na prática) isso é fantástico. O problema é que quando voltamos nossa atenção para o mundo real, muitas vezes os conhecimentos (mitos) e experiências compartilhados entre pessoas das classes sociais de menor renda não as orientam para uma mudança em sua vida financeira, em vez disso, somente lhes trazem mais problemas e dificultam a ascensão. E agora, o que fazer?


Bem, primeiro você precisa identificar quais são as experiências e pensamentos ruins que estão em sua “programação mental” e “apagá-las”, depois disso, aí é hora de começar a reaprender as coisas do jeito certo. Parece simples, dito dessa forma, mas na prática requer bastante disciplina, perseverança e repetições – ou por que você acha que já estou lendo o livro pela terceira vez?


Mas antes que você se desanime, que acredite que é impossível para você ou que você não terá tempo ou dedicação suficiente para isso, aqui vai uma dica boa: se, a cada tentativa, você conseguir trocar um “pensamento pobre” por um “pensamento rico” (Harv Eker prefere chamar de “arquivos de riqueza”), isso só já será suficiente para começar a trazer mudanças à sua vida, o que o tornará ainda mais motivado, impulsionando-o a tentar de novo e de novo. Logo logo, não mais se preocupará se conseguirá desenvolver toda a mentalidade rica da noite para o dia, em vez disso, estará ansioso para descobrir o que conseguirá aprender e praticar no dia seguinte!


Quem já possui o livro, mas ainda não iniciou uma releitura do mesmo este ano, é uma boa hora para começar. Harv Eker trabalha 17 arquivos de riqueza, isto é, formas de pensar dos ricos, mas você não deve fixar-se somente àquelas. Eu, por exemplo, já adicionei algumas outras à minha rotina, sendo uma delas o princípio 80/20 de Pareto. E vou lhe ser bem sincero, não é fácil estar sempre aplicando tal princípio, requer do indivíduo que esteja sempre atento e se perguntando “como posso fazer isso melhor e com menos recursos?” ou mesmo “quais ações que desenvolvo são responsáveis pela maior parte de meus resultados?”, entretanto, por tal princípio em prática ajuda-me a liberar tempo livre para outras coisas que me importam (como estar com minha família e amigos) em vez de ficar atolado em um monte de coisas improdutivas.


Outro arquivo de riqueza que criei a partir de muita leitura e reflexão foi quanto à importância de sistematizar todo o processo de um negócio ou atividade que desempenhamos cotidianamente. Assim, tudo o que é importante em minha vida e devo fazer mais de uma vez por ano leva-me a: (1) sistematizar todo o processo; (2) automatizar partes do processo; e (3) delegar outras partes do processo. Claro, há um conjunto de “regras” que uso em cada uma dessas etapas, mas isso já é assunto para outro artigo.


Ficou interessado em desenvolver sua mente milionária mas não está certo se tal livro será bom para você? Fácil, conheça um pouco mais sobre o mesmo lendo este meu resumo de Os segredos da mente milionária – e depois pode comprá-lo feliz.

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *