Gestão empresarial em um mundo globalizado

A gestão empresarial tem mudado com o passar dos anos, como consequências de alterações nas organizações – sendo estas consequências das transformações no meio em que estão presentes. Se no passado bastava preocuparmo-nos com um concorrente que se encontra em um mesmo bairro ou cidade, hoje a competição é mais acirrada e devemos considerar como concorrentes todos aqueles produtos substitutos diretos ou indiretos do mesmo país ou mesmo do mundo! Isso ocorre como consequência de um fenômeno que pode ser explicado de forma bem simples, porém que possui implicações bastante complexas no mundo dos negócios: a globalização.

Em um mundo globalizado, as distâncias geográficas deixaram de ser barreiras divisórias dos “territórios” de cada empresa. Com isso, as empresas precisaram desenvolver esquemas de logísticas bem mais complexos na tentativa de suprir áreas cada vez maiores. Como exemplo lembre-se que hoje você pode comprar um produto na Amazon, loja virtual norte-americana, e ficar tranquilo, certo de que seu produto chegará. Não há mais limitações geográficas determinando até onde você pode ver seu produto.

Além de afetar a logística, essa alteração também afeta a empresa quanto ao conceito de localização, isto é, de apresentar seu site, produtos e serviços não somente no idioma correto para cada país (tradução), mas também com um layout, posicionamento de informações e organização que melhor se adeque à cultura daquele local. Por exemplo, ícones que em um dado país são muito empregados por sistemas de e-commerce, em outros pode ter um significado pejorativo, prejudicando assim a imagem da empresa caso não sejam substituídos. E, claro, isso leva à necessidade de conhecer tão bem quanto possível aquela nova cultura em que deseja atuar.

Outro ponto afetado é o próprio processo operacional: a forma como produtos são produzidos ou serviços são prestados precisam ser adequados a fim de reduzir custos e maximizar a qualidade. E isso não é fácil, pois muitas vezes envolve a necessidade de outsourcing (terceirizar) parte do processo para outra empresa ou profissional a fim de que um produto ou serviço possa ser produzido tão próximo quanto for possível do usuário. E é realmente difícil garantir a qualidade neste ponto, o que exige grande atenção de quem está tentando “globalizar” o seu negócio.

Diante de tantos empecilhos, talvez você esteja se perguntando: vale realmente a pena fazer tudo isso? Vai ser realmente viável economicamente realizar todas essas alterações? A primeira resposta é sim, é viável economicamente, pois elas podem levar a um crescimento no fluxo de caixa muito interessante. E a segunda resposta é: você precisa fazer isso! Pois enquanto você não o faz, muitos dos que até agora não eram seus concorrentes devido a restrições geográficas podem já estar se preparando para uma gestão empresarial em um mundo globalizado e em breve serão seus concorrentes – e estar despreparado pode ter efeitos catastróficos.

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *