Ganhar dinheiro com AdFly – parte 2

Olá pessoal! Há algum tempo atrás publiquei um artigo sobre uma possível estratégia para ganhar dinheiro com AdFly e, depois disso, passei algum tempo (dois ou três meses) desenvolvendo a mesma e avaliando o potencial de retorno da mesma. Hoje, gostaria de comentar um pouco mais sobre os resultados que alcancei a fim de deixar claro por que eu recomendo cautela em seu uso.

Antes de mais nada, se você não sabe como funciona o AdFly ou não leu meu artigo sobre a estratégia que empreguei, é uma boa ideia clicar no link que apresentei lá em cima e ler o mesmo antes, assim tirará melhor proveito deste artigo!

Conseguir tráfego não foi tão fácil!

Seguindo a lógica que apresentei no artigo anterior, consegui um bom número de seguidores no Twitter (mais de 5.000, eu acho – digo eu acho porque o Twitter baniu aquela conta há algum tempo atrás… ops!) e publicava de forma periódica links para o meu blog, entretanto as impressões de publicidades do AdFly eram reduzidas, o que me levava a acreditar que poucas pessoas clicavam nas imagens com as propagandas.

ENTRETANTO, durante aquele período decidi experimentar um outro sistema de publicidades em outro blog e este relatava um alto número de impressões das publicidades. Resumo da ópera: um bom número de seguidores de Twitter clicavam nos links para os blogs, mas não clicavam nos links dentro do meu blog com AdFly, que é onde realmente é contabilizada a visita e assim gerando lucro.

Enquanto que o segundo sistema publicitário (que inseria uma propaganda diretamente em meu blog) chegava a apontar pouco mais de 200 impressões diárias, era muito trabalhoso no AdFly para conseguir mais do que 25 impressões diárias! É, ou consigo modificar minha estratégia para melhor aproveitar cada visita ou AdFly realmente não funcionará para mim.

Controle zero sobre a qualidade do que é exposto

Esta é a principal razão para eu ter eliminado todo link AdFly do meu website “Giga Mundo” e “Giga Mundo – Jogos”. Toda vez que alguém clica em um link que leva a uma propaganda AdFly, uma página de algum website anunciante será carregada e você não tem como saber qual a qualidade do conteúdo lá apresentado – e pelo jeito o AdFly também não se preocupa muito com isso.

Consequências? Aqueles blogs foram marcados pelo Google Search como contendo código malicioso (algum malware) e dessa forma penalizados. Isso deve ter acontecido porque o crawler do Google Search deve ter seguido um dos links a partir de meu website e encontrado algum website com código malicioso – e isso afetou profundamente a minha reputação e meu ranking no motor de busca!

Infelizmente, não encontrei no AdFly alguma forma de verificar qual(is) website(s) causou/causaram esse problema e, assim, não pude fazer outra coisa senão remover todos os links AdFly de meus blogs principais. Entretanto, deixei ainda em blogs que tenho em plataformas gratuitas (como na plataforma Tumblr) a fim de continuar alguns experimentos, uma vez que não ganho dinheiro atualmente com os mesmos (por exemplo, aquele fotoblog com fotos de garotas bonitas que comentei foi criado no Tumblr e por isso continua ainda com as publicidades).

Ganhos baixos

Apesar de ter melhorado um pouco o CPM médio das publicidades AdFly (alcançando em um mês o CPM de $2.10 – em dólar), como meus visitantes precisam clicar em uma imagem com link no blog (ou seja, só “conta” a partir da segunda visita consecutiva), meu ganho total até agora foi de $0.56 (em dólar). Bem, já tive experimentos mais frustrantes que me renderam mais! 🙂

Como disse, o CPM médio até melhorou (estive conseguindo tráfego dos Estados Unidos e Europa, que são mais visados pelos anunciantes no AdFly do que o tráfego proveniente do Brasil, por exemplo), mas o retorno a partir de cada visitante é muito baixo.

Facilidade de automação

Bem, para não dizer que só estou falando coisas ruins, uma coisa interessante que percebi na combinação Twitter + Tumblr + AdFly é que não é tão difícil assim automatizar a maior parte do processo e, assim, gastar menos tempo e esforço com isso.

Consegui fazer isso utilizando uma ferramenta que adquiri para ajudar-me quanto ao Twitter (falo mais sobre isso em outra hora) e usando alguns aplicativos simples que eu mesmo criei para ajudar-me a atualizar meu blog no Tumblr. Até pensei em adquirir outra ferramenta para tal fim, mas como o retorno tem sido muito baixo, preferi adiar mais “investimentos em software”.

Minhas considerações

Não utilizarei mais o AdFly em meus blogs principais (isto é, aqueles hospedados em domínios que eu pago), pois pode ferir suas posições nos motores de busca, levando a prejuízos nos ganhos com Adsense (que já não andam lá essas coisas, mas que ainda assim estão bem melhores que os ganhos com AdFly).

Meu primeiro experimento utilizando um fotoblog não foi lá grande sucesso, mas como boa parte do processo pode ser automatizada, não se tornava algo tão ruim assim. Pretendo desenvolver novo experimento com outro tipo de fotoblog (provavelmente, um blog com memes e tirinhas) e mais tarde compartilharei com vocês os resultados.

Ah! E para quem estiver curioso quanto ao banimento de uma de minhas contas no Twitter, acredito que foi porque aumentei a quantidade de posts publicados diariamente no Tumblr, que eram “tweetados” automaticamente via IFTTT. Acredito que o Twitter não gostou disso. 🙁

Se você gostou deste artigo, que tal...

Ganhar dinheiro com AdFly - parte 1

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *