Comprar seguidores no Twitter é um bom negócio?

Esta com certeza não é a primeira vez que falamos sobre o uso do Twitter em seu negócio! Já citamos aqui dicas para usar o Twitter em sua estratégia de marketing, discutimos sobre como ganhar dinheiro honesto no Twitter e falamos sobre o Twitter como ferramenta de Social Media Marketing. Em resumo, todo mundo aqui já deve estar “careca de saber” que pode e deve empregar o Twitter em sua estratégia de marketing digital, é fato! Mas hoje quero falar a respeito da obtenção de seguidores por meio de uma tática que não é vista com bons olhos: a compra de seguidores no Twitter.

Não é muito difícil comprar seguidores no Twitter: se você for ao Fiverr.com, encontrará várias pessoas oferecendo-lhe 3.000, 4.000, 5.000… até 15.000 seguidores no Twitter! Claro, quanto maior o número de seguidores, maior será a quantidade de seguidores “fake” naquele montante – já esteja avisado! Além disso, há websites como o UltraFollow.net e o Suba.me que também oferecem opções de compra de seguidores reais – aqui os preços são mais “salgados”.

Certo, então aparentemente vender seguidores no Twitter é um bom negócio para aquelas pessoas e empresas, mas será que comprar seguidores é um bom negócio para você e sua empresa? O Clube do Dinheiro decidiu realizar um experimento e compartilha agora um pouco da experiência adquirida. 🙂

Comprando seguidores

Como muitos bloggers, possuo mais de uma conta de usuário no Twitter: uma para o Clube do Dinheiro ( @ClubeDoDinheiro ), outra para Nutrição em Foco ( @RedeNutricao ) e outras em diversos nichos, como por exemplo no nicho de jogos. Como se trata de um experimento cujas consequências eu não conhecia completamente, realizei com alguma de minhas contas com menor número de seguidores (dos prejuízos o menor, não é mesmo?).

Como não desejava gastar muito, experimentei um serviço do Fiverr e quanto ao serviço em si, escolhi um que prometia “5.125 seguidores reais”. Bem, isso significa menos de 0,1 centavo de dólar (isso mesmo, um décimo de centavo!) por seguidor. Havia outros serviços oferecendo bem mais seguidores, mas eles já alertavam que se tratavam de seguidores “fake” (e como minha conta possuía naquele momento pouco menos de 1.000 seguidores, 5.125 seguidores já eram arriscados, 15.000 ou mais já seria pedir para o Twitter banir minha conta! ).

Enfim, paguei, enviei a URL do meu usuário no Twitter e esperei para ver o que aconteceria…

Resultados

Eu realmente recebi mais de 5.125 seguidores no Twitter (na verdade, acredito que recebi uns 5.500 seguidores, mais ou menos!), o que é uma coisa boa, e aparentemente muitos (se não todos) daqueles seguidores eram pessoas reais – tão reais que começaram a “de-seguir-me” (ou seja lá como se escreve isso)!

Perguntei ao “vendedor” sobre isso e ele me disse que era normal isso acontecer e por isso ele enviara aquele extra de quase 10% de seguidores. Certo, mas isso só não me convenceu e após analisar um pouco cheguei à conclusão de que aquelas pessoas estavam a “abandonar-me” por eu não estar seguindo-as de volta. E aí vem um grande problema, mesmo que eu quisesse seguir todas elas de volta (e isso tomaria um tempo enorme para ser feito manualmente!), o Twitter ainda limita a um máximo de 1.000 ações de seguir por dia (e isso para as contas mais antigas e com bom número de seguidores, tente fazer isso numa conta muito recente ou com poucos seguidores e você pode ser banido!).

Enfim, dei um jeito de começar a seguir todas aquelas pessoas de volta – até agora já devo ter seguido de volta umas 2.000 a 2.500 pessoas – e conseguir reter uns 5.075 dos seguidores adquiridos (até o momento, pois esse número ainda decresce aos poucos!).

Além disso, o perfil dos seguidores adquiridos é bem diversificado – alguns falam inglês, outros português, outros russo, outros espanhol e outros… Ainda não sei se eles estão a falar ou “tentando desenhar com as letras”. 🙂

O que gostei…

Tal tática pode ser interessante para dar um “empurrão” em sua conta de usuário, encontrar pessoas que seguem a filosofia do “sigo de volta” e pode ser interessante caso seu negócio precise, para uma dada campanha pontual de marketing, apresentar-se como uma marca sendo seguida por muitas pessoas.

Além disso, por meio do Fiverr, o custo foi muito baixo (se bem me lembro, em torno de R$ 12,00) o que não impacta de forma alguma no orçamento de uma empresa que precise alavancar sua marca.

O que não gostei…

Mesmo o vendedor afirmando que os “seguidores extras” que ele havia incluído cobririam as perdas, ficou bem perceptível que, mesmo com meu esforço (quase descomunal) para seguir de volta mais de 2.000 dos novos seguidores, mesmo assim o total já se encontra 0,9% abaixo do prometido – e provavelmente cairá mais, caso eu não proceda com essa tática para retenção de seguidores.

E isso é péssimo, afinal de contas, se você está pagando por um serviço, não quer ainda ter o mesmo trabalho que geralmente se tem para conseguir novos seguidores. Isso não faz muito sentido, não é mesmo?

Outro ponto negativo é quanto ao perfil de usuários – eu esperava adquirir 100% (ou quase) de seguidores de países de língua inglesa. Mas como disse, está bem longe disso. Então se você está desejando adquirir seguidores dentro de um perfil de seu interesse, essa também não parece uma boa ideia.

E, claro, o ponto mais negativo de todos: Twitter não gosta de “táticas para adquirir muitos seguidores” desse tipo, então pode levar a um banimento caso o processo não seja feito de forma adequada – por isso prestei muita atenção para escolher um vendedor que apresentasse um alto volume de recomendações positivas e poucas ou nenhuma avaliação negativa!

Comparando com outras táticas

As contas de usuário @ClubeDoDinheiro e @RedeNutricao vêm conseguindo mais e mais seguidores desde meados de dezembro do ano passado, e não é sem razão: estou empregando a boa e velha tática de “seguir novos usuários e deixar de seguir quem não me segue” que, se feita corretamente, pode conseguir um bom volume de novos seguidores. Durante o mês de janeiro a conta @RedeNutricao 1.364 novos seguidores e a projeção é de conseguirmos em torno de 3.000 novos seguidores durante o mês de fevereiro!

Custo? USD 5.00 por mês pelo serviço premium do site JustUnfollow.com para aquelas duas contas (atenção, adquiri esse serviço durante o Black Friday, quando estava pela metade do preço, não se encontra mais nesse mesmo valor!).

Ações? Além de usar o JustUnfollow para dar follow e unfollow em um bocado de usuários, fico sempre atento a outras pessoas que começam a me seguir sem que eu as tenha seguido, tal que possa segui-las também, bem como tento interagir com todos, tirar dúvidas, conversar – e essa é a parte mais trabalhosa, pois não há como automatizar completamente essa parte, mas considerei de muito bom uso o Twuffer para agendar muitos dos meus tweets.

Então, podemos dizer que, com um pequeno esforço de minha parte (quase diariamente) e USD 5.00, consegui 2.226 novos seguidores ao longo do mês de janeiro – com o pequeno detalhe que, aqui, todos (ou quase) os meus seguidores falam a língua portuguesa e muitos possuem interesse nos temas abordados por aquelas contas de usuário.

E então… é um bom negócio?

Se você pretende comprar milhares seguidores e só, muito provavelmente não. Como disse, muitos dos meus novos seguidores esperam que eu os siga de volta e, se não o faço, estão aos poucos me deixando. Além disso, de forma alguma compõem a audiência específica para meus blogs, e isso pode acontecer com o seu negócio também, ou seja, na melhor das hipóteses, eles representarão bons números a seu favor no Twitter.

Talvez a compra seja interessante para “alavancar autoridade”, isto é, parecer ter um grande número de seguidores e, assim, iniciar na sequência uma campanha no Twitter ou em outras redes sociais para angariar novos seguidores que, ao ver que você possui um bom número de seguidores, podem vê-lo “com bons olhos”.

Esse experimento foi bem legal (principalmente porque minha conta não foi banida 🙂 ), mas como preciso de seguidores reais, que realmente acompanhem meus tweets e participem de meus blogs, não acho que surtirá grandes resultados. Em outro momento pretendo comprar o “pacote mais inflado” que houver no Fiverr, com o maior número de usuários possível (sim, eu sei, eles serão fake 🙂 ) somente com o intuito de tentar na sequência alguma estratégia para conseguir seguidores reais no próprio Twitter e, assim, usar-me daquele número alto para alavancar a autoridade. Se vai funcionar? Só saberei após realizar o experimento, mas em teoria não há por que não dar certo. 🙂

E para você, amigo, já experimentou alguma vez comprar seguidores no Twitter? Foi uma boa ideia? Por quê?

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *