Archive for Oportunidades

Organização de festas e eventos

Um bom dia a todos! Hoje nosso tema é mais um ramo muito legal e que rende bons lucros no mercado, a organização de festas e eventos!

Organizar festas e eventos é o trabalho principal de muitas pessoas em nosso país, trabalhar neste ramo é ter em mente que o mesmo oscila muito. Tudo depende de datas comemorativas e da economia no momento, mas com a aproximação da Copa do Mundo no Brasil o ritmo econômico tem aumentado junto com as festas e eventos, o que torna a área bem rentável, principalmente nesses tempos!

De acordo com a ABEE (Associação Brasileira de Empresas de Eventos), pequenos e médios representam 90% de todo setor. A dona de uma empresa do ramo criada em 2008 na cidade de São Paulo afirma que o momento está favorável, a expectativa dela era de crescimento de 10% ao ano, mas só em janeiro a empresa de Cíntia conseguiu contratos equivalentes a 21% de toda a renda que conseguiu no ano passado.

O ramo é animador assim como as próprias festas e a empresa de Cíntia trabalha sozinha no planejamento e consultoria de eventos e festas. Todo o trabalho extra é terceirizado, são diversos contatos de fornecedores, bufês, locadora de imóveis, gráficas, etc. A empresa de Cíntia conseguiu faturar no ano passado 190 mil reais e a expectativa de aumento é grande já que agora pensa em ampliar sua atuação em eventos corporativos.

A dona da empresa aconselha a quem quiser entrar no mercado a ter seus próprios equipamentos e investir nisso, melhor que alugar é ter sua própria matéria-prima sem depender de outras pessoas para cobrir aquela área, afirma Cíntia. Além disso, é muito importante conhecer os fornecedores e se possível ter uma lista com fornecedores confiáveis.

E para não perdermos o ritmo, que tal agora, mais uma vez, dados sobre esse tipo de empreendimento?

  • Investimento de R$ 20.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 15.000,00;
      • Aluguel do espaço, mobiliario;
      • Celular, nextel, linha telefônica;
      • Equipamentos de filmagem e fotografia;
      • Móveis de escritório;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 5.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 15.000;
  • Funcionários – 2;
    • 1 dono;
    • 1 ajudante.
  • Prazo de retorno – 12 meses.

Lembramos aos aspirantes que desejam investir e trabalhar na organização de festas e eventos que é preciso disponibilidade para trabalhar nos finais de semana, pois sexta, sábado e domingo são os dias mais movimentados. Já aconteceu da empresa de Cíntia ter cinco eventos em seguida.

Toda a organização deve ser feita com muito cuidado e de maneira correta para evitar sustos, a empresa também deve conhecer diferentes produtos para oferecer aos clientes como um diferencial. Além disso, não se deve economizar na hora de elaborar um site, deve ser um portal informativo, dinâmico e com muita criatividade.

Luis Carlos Lacê

Agência de Marketing Digital

Estamos em um mundo repleto de tecnologia e redes sociais são cada vez mais cheias de usuários. As redes sociais e a Internet têm se mostrado grandes aliadas ao crescimento de diversas empresas de todo o mundo e têm sido muito usadas como forma de marketing em nosso país e no mundo.

Com as grandes comunidades de pessoas em grandes redes sociais, muitas empresas têm investido em marketing nas redes sociais a fim de saber o que os usuários acham de seus serviços, produtos e também como forma de divulgação de uma marca, empresa ou produto.

Esse é um ramo que está em constante crescimento em nosso país e já tem feito muito sucesso, muitas empresas estão com diversos casos de sucesso de campanhas de empresas que ganharam pontos de marketing, ao inovar nas redes sociais, portanto investir neste ramo tem se tornado cada vez mais lucrativo.

Foi pensando no crescimento desse ramo que uma empresa de São Paulo resolveu investir na área e tem feito muito sucesso por todo o país, a empresa hoje é muito requisitada por grandes empresas com projetos para redes sociais. O dono da empresa a firma que o mercado está crescendo e que no ano passado as empresas passaram a guardar uma renda somente para ações de marketing na internet e em redes sociais, isso fez com que o ramo crescesse cinco vezes mais no período de um ano e as expectativas de crescimento são bem grandes afirma o empresário de São Paulo.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 50.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 25.000,00;
      • Aluguel do imóvel;
      • Notebook;
      • Móveis de escritório;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 25.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 20.000,00;
  • Funcionários – 2;
    • 1 dono;
    • 1 auxiliar;
  • Prazo de retorno – 18 meses.

O dono da empresa afirma que uma das ações que os clientes mais solicitam é o monitoramento de sites e blogs, pois assim a empresa pode monitorar o que os usuários estão achando da marca e dos negócios, além de fazer uma boa análise do público alvo e do que eles gostam, isso é bom para planejar campanhas mais determinadas ao um tipo de público.

Desta forma, se você está interessado em ter sua própria agência de Marketing Digital, não perca tempo e busque aperfeiçoar-se o quanto antes e aproveitar a oportunidade, já que este é um nicho de mercado que promete expandir-se bastante nos próximo anos. Sem esquecer, claro, de seu plano de negócios!

Perícia digital

Com o aumento de pessoas com acesso a Internet e a tecnologia, aumentou também o número de fraudes, roubos, perda de informações, comportamento ilícito de funcionários e muito mais. E pensando no crescimento deste tipo de ação que muitas empresas de todo o Brasil resolveram investir na perícia digital, para recuperar documentos, vigiar funcionários, condutas, roubo de informação e dados, além de muitos outros serviços oferecidos por empresas especializadas na área.

É pensando neste mercado que muitos decidem investir na área que tem sido bastante requisitada por órgãos públicos, federais e por empresas privadas. Segundo o dono de uma empresa criada em 2008 as empresas privadas pagam de 15 mil a 80 mil reais por tal serviço, já órgãos governamentais costumam pagar cerca de 5 mil a 15 mil reais pela perícia digital, que pode ser realizada no próprio local do crime ou por meio de um computador, o que faz com que o negócio não necessite de um espaço grande para ser viabilizado.

Uma empresa entrevistada pela PEGN já trabalhou em centenas de casos, sendo 70% para iniciativas privadas e o resto para órgão do governo. O dono da empresa a firma que o setor é muito importante e ainda tem que crescer muito. Além disso, ele afirma que é difícil encontrar profissionais qualificados para atuar no ramo, é preciso ter formação jurídica, tecnológica, vivência pública e privada afirm o dono da empresa.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 80.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 30.000,00;
      • Uma estação forense;
      • Computador com todos os sistemas operacionais;
      • Softwares para análise de documentos e dados;
      • Coleta de informação e recuperação de dados;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 50.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 80.000;
  • Funcionários – 7;
    • 1 dono;
    • 1 secretária;
    • 3 profissionais forenses;
    • 2 profissionais especializados em segurança da informação.
  • Prazo de retorno – 12 meses.

A fim de obter um contrato de perícia digital com governo é necessário que o profissional perito digital esteja habilitado com os órgão competentes e trabalhistas de sua cidade onde atua e encaminhar a juízes seu currículo, com documento que prove o ausência de parentesco com juízes, diploma para comprovar que está formado e antecedentes criminais. Em casos de divergência de informações, o profissional pode perder a habilitação.

Não podemos esquecer que o negócio necessita de um bom plano de negócios e de uma boa administração para alcançar o sucesso, seja neste ou em qualquer ramo, para isso o Ideias de negócios aconselha o futuro empreendedor a sempre investir em si mesmo, aprender mais e mais sobre o seu negócios nunca é demais, e no futuro você irá nos agradecer!

Home care

A população considerada idosa consegue movimentar por ano mais de 255 bilhões de reais e o seu poder aquisitivo também tem crescido em ritmo acelerado em todas as partes do país segundo o IBGE. O rendimento mensal dos idosos passou de 449 para 749 reais.

Portanto começar a empreender em um ramo que atenda pessoas nessa faixa etária tem sido cada vez mais interessante para os empresários. É muito importante a prestação de serviços em casa neste ramo, principalmente para consumidores da classe A, segundo o dono de uma empresa que presta serviços de enfermagem em domicílio o número de pacientes subiu de 20 para 48 e tem feito bastante sucesso – o empresário afirma esperar alcançar o número de 100 pacientes.

Para quem quiser começar a empreender neste ramo é necessária uma boa coordenação do negócio e seguir as regras e normas da Anvisa e ter um responsável com nível superior na área e habilitado. Uma destas regras e normas é ter um alvará concedido por um órgão sanitário.

Além disso, é muito importante ter um manual para o funcionamento interno da empresa e envio de relatório do estado do paciente ao médico. Além de estar capacitado para atuar no ramo o empresário precisa estar ciente de que o negócio precisa de uma boa coordenação para poder prestar serviços aos clientes.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 200.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 100.000,00;
      • Material cirúrgico;
      • Medicamentos;
      • Carro para transporte, cadeira de rodas, ventilação;
      • Equipamentos de suporte, telefone celular;
      • Computador com Internet, linha telefônica.
    • Capital de giro – R$ 100.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 40.000;
  • Funcionários – 9;
    • 1 dono;
    • 1 médico;
    • 1 enfermeiro;
    • 1 farmacêutico;
    • 5 técnicos.
  • Prazo de retorno – 36 meses.

A população idosa vem crescendo bastante nos últimos anos e cada vez mais são requisitados serviços especiais para esta faixa etária de pessoas em nosso país. Começar a investir neste ramo é animador para os empresários já que o rendimento mensal das pessoas acima de 60 anos tem aumentado bastante em nosso país segundo pesquisas feitas pelo Ipea.

Portanto, para você que quer começar a empreender nesta área o Ideias de Negócios aconselha você a ter bons contatos em hospitais, médicos e planos de saúde, o marketing deste tipo de negócio funciona mais boca a boca com bons contatos em áreas do ramo, como clínicas, hospitais, etc.

Mantenha em uma boa rede de relacionamento com médicos e profissionais que atuam na área para divulgar seus serviços e conquistar novos clientes, isso é muito importante para quem quer começar. Não esqueça de estar em dia com as normas dos órgãos competentes para poder atuar no ramo de home care.

Confecção de roupas para evangélicos

Vamos falar agora sobre um tipo de negócio que tem feito muito sucesso em nosso país, a confecção de roupas para evangélicos!

O sucesso do ramo pode ser esclarecido com alguns números: o número de evangélicos no Brasil ultrapassa os 26 milhões de pessoas de acordo com o IBGE. Há 30 anos atrás esse número era de 7,8 milhões, o crescimento é muito grande e os números não param de crescer a cada ano! Portanto, ter um negócio nesse ramo provou ser uma ótima oportunidade de negócio em nosso país.

Foi pensando neste mercado promissor que uma empresa de pijamas de Santa Catarina resolveu mergulhar no ramo e investir na produção de camisas masculinas e femininas com dizeres bíblicos. A empresa tem feito muito sucesso e os produtos evangélicos superaram os pijamas antes produzidos pela empresa que hoje atua 90% em produtos evangélicos. Em apenas um ano a empresa cresceu cerca de 40% e as expectativas de crescimento são bem grandes, já que a empresa subiu de 5 representantes para 16, e o catálogo que tinha no máximo 50 itens hoje tem 120 e continua crescendo!

Para quem deseja investir no ramo e não quer gastar muito com investimento inicial, é possível terceirizar o processo produtivo dos produtos, que envolvem a talhação, costura e serigrafia. O ideal seria a empresa ter um bom catálogo de produtos, com no mínimo 50 itens e uma bem produzida loja virtual, além disso também é muito importante divulgar o negócio, encontrar representantes e participar de diversas feiras do setor.

O dono da empresa de SC almeja crescer este ano cerca de 40% e implantar mais 30 itens ao seu catálogo e loja virtual, as expectativas de crescimento são grandes do empresário e do setor que cresce a cada dia em todo o Brasil.

E agora, para não perdermos o costume, aqui vão mais alguns dados relevantes para quem deseja iniciar uma confecção de roupas para evangélicos, publicados pela PEGN:

  • Investimento de R$ 40.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 25.000,00;
      • Reforma do espaço;
      • Montagem do primeiro estoque;
      • Linha telefônica;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 15.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 20.000;
  • Funcionários – 5;
    • 1 dono;
    • 1 estilista;
    • 1 tecnologia;
    • 1 expedição;
    • 1 administrativo;
  • Prazo de retorno – 24 meses.

Como já dissemos, são mais de 26 milhões de evangélicos em todo país dispostos a pagar por produtos que são feitos sob medidas para eles e esse número é a garantia de que quem investe no ramo pode ter sucesso. A cada dia esse número aumenta e muitos evangélicos buscam por produtos destinados a eles.

Quem deseja investir no ramo precisa ter em mente que o negócio necessita de uma boa administração e um bom plano de negócios, além disso é necessário investir na divulgação da empresa a fim de conquistar novos clientes no mercado que vem crescendo bastante em nosso país.