Archive for Facebook Marketing

Marketing em Redes Sociais… isso ainda funciona?

Olá a todos, puxem uma cadeira e vamos conversar um pouco sobre marketing, mais especificamente em estratégias de marketing para redes sociais. Este não é um tema novo aqui no Clube do Dinheiro, aliás quem ainda não leu sobre o assunto ou não lembra do que falamos, aqui vão uns links para refrescar a memória (mais ou menos na ordem de leitura que recomendo):

Pois é, não foi pouca coisa, não é mesmo? De quando comecei este blog até o momento as redes sociais sofreram inúmeras mudanças, muitas delas positivas do ponto de vista do usuário comum, porém várias delas prejudicando a exposição do conteúdo de pequenos e médios negócios nas mesmas – estratégia básica adotada pelas redes para forçarem-nos a pagar por espaço publicitário.

E quem mais fez isso foi com certeza o Facebook, não é, menino levado? Ainda é uma rede vantajosa de se ter em seu leque de Marketing, mas sejamos bem sinceros, é chato quando você possui milhares de seguidores em sua página ou grupo, somente três ou quatro deles recebem suas postagens e o Facebook “sugere” que você pague para alcançar sua própria audiência!!!

Outra rede que está dificultando os dias dos empreendedores é o Twitter, que tornou as regras para seguir e “des-seguir” pessoas muito mais restrita – saudades de quando podíamos seguir 1.000 pessoas de uma vez e depois ir dormir! Além disso, há um controle mais rigoroso sobre cada mensagem e, caso considerem sua mensagem “publicitária demais”, podem marcá-la e muito menos pessoas irão recebê-la. Ô vidinha difícil essa, hein?

Mas e então, com todas essas mudanças nessas e outras redes, a pergunta que fica é: Marketing em Redes Sociais… isso ainda funciona?

E a resposta é: Sim, funciona! Veja as razões abaixo…

Razão #1 – Seu público-alvo está lá

Por meio de redes sociais, ainda é possível encontrar e interagir com seu público-alvo e mesmo que você precise pagar para “aumentar o seu alcance”, você estará pelo menos gastando para alcançar o público certo, algo que você pode não ter tanta certeza quando lida com outras mídias tradicionais, como a TV, jornal etc.

Além disso, quem visitar a página de seu perfil poderá ver todas as suas postagens que, se forem bastante virais, acabarão sendo compartilhadas de novo e de novo. (Apesar de tentar levar boas postagens para minhas redes sociais, ainda não alcancei um ponto de tê-las realmente virais, mas um dia chegarei lá!)

A possibilidade de interagir com cada pessoa em um nível realmente individual pode garantir a quem trabalha com “preços caros” (bens de consumo duráveis ou soluções corporativas, por exemplo) a conseguir fechar vendas de forma mais fácil. Mas lembre-se: seu concorrente também sabe disso, então não pode vacilar!

Razão #2 – Diversificação das estratégias de Marketing

Desde 2013, eu acho, o motor de busca Google Search vem dando mais e mais rasteiras em pequenos e médios negócios com as suas “atualizações para melhor experiência do usuário”. Já expus aqui em outros momentos minha opinião sobre isso, então tudo o que quero dizer é: SEO (otimização para motores de busca) é ainda muito importante, mas você não deve confiar somente nisso!

Suas estratégias de Marketing Digital deveriam envolver pelo menos (1) Otimização para Motores de Busca; (2) Marketing por E-mail; (3) Marketing em Redes Sociais e (4) PPC Marketing. Hoje já se fala muito sobre um tal “Content Marketing” que também não deve ser esquecido, que basicamente se trata do planejamento, elaboração e distribuição de conteúdo de alto valor com foco em atração e retenção de potenciais consumidores. Então, sim, este seria um quinto ponto a se considerar também!

Então, mesmo que sua estratégia de SEO esteja lhe rendendo bons frutos, não fique somente nela: no passado, um dos meus blogs/websites alcançava mais de 75.000 visitas por mês graças a ótimo posicionamento nos motores de busca, hoje não consegue mais do que 10.000! Pode parecer muito para quem está começando e ainda não chegou lá, mas é bastante frustrante para quem já está nisso desde 2008 e conseguiu alcançar aqueles valores.

Razão #3 – Ferramentas para automatizar parte das tarefas

Quando você está lidando com redes sociais, há tarefas que você precisa fazer que são bastante chatas, como publicar de forma espaçada várias mensagens sobre o seu nicho ou produto, buscar influenciadores e possíveis consumidores etc. Mas o lado bom é que há várias ferramentas para ajudá-lo nisso. Algumas poucas gratuitas bem interessantes, porém a maioria delas pagas (às vezes, com um preço um pouco salgado).

Já usei várias delas, vou listar aqui as que lembro “de cabeça”:

  • Follow Liker for Twitter – ferramenta desktop que permitia seguir, “des-seguir”, tweetar, retweetar etc. tudo de forma bastante automática. Uma vez configurada, eu só precisava tê-la rodando em meu PC. Entretanto, nos últimos anos, várias ferramentas que funcionavam igual a ela foram processadas/desativadas pelo Twitter, eles então mudaram seu modelo de negócios e pior ainda: toda vez que eu usava a ferramenta, não demorava muito minhas contas eram bloqueadas. Era hora de dizer adeus!
  • CrowdFire – ferramenta online que também oferecia a possibilidade de seguir e “des-seguir” (porém de forma manual, você precisa clicar em cada usuário desejado) e tweetar (de forma automática), porém com um algoritmo para identificação de melhores perfis para seguir que basicamente dobrava ou mais minhas chances de sucesso aqui! Sério, fiz testes escolhendo pessoas manualmente, outras usando somente o Follow Liker (resultados mais fracos) e outras usando o CrowdFire e este último conseguia um resultado melhor dentre todos. O problema: o modelo de precificação. Eles cobram por mês e de acordo com a quantidade de contas que você quiser adicionar esse valor sobe muito rapidamente (somente duas contas sociais já custam cinco dólares por mês, se bem me lembro);
  • ViralTag – ferramenta online que oferece a possibilidade de agendar conteúdo a ser publicado várias e várias vezes na rede por meio de categorias evergreen (isto é, aquele conteúdo que está sempre atualizado, por exemplo: como ganhar dinheiro, como perder peso, como trazer sua ex de volta etc. ou imagens e frases inspiradoras). Inclusive, publiquei um review sobre ViralTag aqui, mas infelizmente não “colei” nessa ferramenta – apesar de que me deram uma licença para blogger com seis meses de gratuidade, quando percebi que o retorno dela não seria compatível com o que eu precisaria pagar mais à frente, optei por cancelar logo em vez de ficar abusando até o limite da gratuidade para fazê-lo. Inclusive, quando terminar este artigo, vou atualizar o review para mencionar isso lá!
  • PostCron – Segue a mesma linha que a ferramenta ViralTag, com foco em agendar uma postagem para ser republicada várias vezes, mas com algumas opções extra: aqui você pode controlar por postagem o intervalo de dias para sua repostagem, algo que na ferramenta anterior seria padrão para todos os posts. Além disso, para quem tem 10 contas ou mais (o caso de muitos que lidam com isso!), o preço por mês desta é muito mais em conta do que da anterior. Estava tudo indo muito bem e até pensava em aderir a ela, mas não rolou, pois conheci o plano pago da seguinte…
  • Twuffer – Essa ferramenta online já conhecia há muito tempo, mas há pouco eles liberaram uma versão paga dela que poderia facilitar e muito minha vida, pois eles “prometiam contas ilimitadas” (nada mal para quem nem sabe mais quantas contas possui no Twitter, não é?) com agendamentos ilimitados (nenhumas das outras oferecia isso!) e não, ela não serve para seguir ou deixar de seguir as pessoas. Bem, quanto ao “contas ilimitadas”, depois descobri que havia um limite, acredito que 10 contas de Twitter (sim, ela é só para Twitter), mas com a possibilidade de agendamento ilimitado a partir de arquivos CSV, tudo seria facilmente repetível e com o tempo minha produtividade só cresceria. Seu preço? $6 por mês ou $60 por ano. Um preço muito bom, comparado aos anteriores. Por que não paguei? Por que, por alguma razão desconhecida, meu cartão não deixou. Tentei três vezes, entrei em contato com o banco e me disseram que eu teria que fazer a liberação do cartão para compras internacionais no TAA. Mas eu já compro coisas de fora do país com este cartão há anos! Mas tudo bem, porque no início deste ano a AppSumo iria apresentar três ofertas de ferramentas para marketing em redes sociais bem razoáveis…
  • Planable – A primeira ferramenta em promoção na AppSumo foi o Planable, uma ferramenta que permitia o agendamento de múltiplas postagens de uma vez, vinculando cada uma delas com contas em redes sociais diferentes. Bem legal até, mas não possuía mecanismos para repostar conteúdo automaticamente e ela era muito mais focada em Agências de Marketing do que em nós pequenos empreendedores, aí acabava que eu tinha que fazer o “trabalho duplo” de postar e eu mesmo depois aprovar cada uma das postagens. Seu preço? Pagamento único de $39 (isso mesmo, paga uma vez só e pode usar para sempre – ou até a empresa falir). Parecia um preço justo e uma ferramenta que poderia atender as minhas exigências, mas aí AppSumo publicou a seguinte…
  • MissingLettr – Outra ferramenta online, desta vez com a “pegada” de criar campanhas de marketing para cada postagem. Na prática, cada campanha pegaria o conteúdo de um artigo do meu website e publicaria ao longo do ano 09 postagens em redes sociais, sendo que ela própria poderia gerar imagens interessantes para cada postagem, como esta aqui. Para cada campanha, eu gastaria entre 2 e 5 minutos revisando e ajustando conteúdo. O preço? Pagamento único de $49 (não pensei duas vezes, pedi estorno da ferramenta Planable e adquiri esta). Seu problema? Máximo de 10 novas campanhas por semana. Isso mesmo, a ferramenta permitia que eu cadastrasse websites ilimitados e até 25 perfis sociais, o que era muito bom, mas somente 10 novos (ou antigos) artigos por semana seriam preparados para novas campanhas. Isso me diz que, em média, eles automatizariam a postagem de cerca de 30 postagens por semana para mim. Pouco conteúdo quando você considera que você possui vários websites seus sedentos por tais canais, não?
  • SocialBee – Aí o AppSumo me fez sair correndo e pegar o cartão de crédito de novo (algo raríssimo de se ver!) quando anunciou o SocialBee, com possibilidade de integração com somente 10 perfis sociais, porém com possibilidade de criar 50 categorias específicas de conteúdos, alguns para republicação automática (evergreen!) e alguns para publicação somente uma vez (artigos de notícias, por exemplo). Apesar de ser para somente 10 contas sociais, a possibilidade de republicação automática real chamou-me a atenção, pois o que mais percebo nas redes sociais são contas republicando certas imagens e mensagens inspiradoras de forma espaçada e conseguindo algum sucesso disso (eu mesmo já consegui algum), então eu decidi arriscar e comprei mais esta ferramenta. Ah, e eu não posso esquecer de dizer que ela possui mesmas opções para seguir e deixar de seguir as pessoas que aquelas presentes em ferramentas como CrowdFire, porém com até mesmo mais novidades (a parte de estatísticas dele é muito boa, dá muitas ideias para melhorar), o que me deixou mais empolgado ainda! Sinceramente? A melhor compra até agora, principalmente porque na promoção da AppSumo ela saiu por $49 pagamento único. E eles ainda estão oferecendo um upgrade para 25 contas sociais e categorias ilimitadas por somente outro pagamento único de $49. MissingLettr, você sabe que infelizmente vou ter que pedir estorno, não é? Nada pessoal, foi bom enquanto durou…

Então no momento estou usando somente o SocialBee e acredito que para minhas tarefas de automação em Redes Sociais ela é mais do que suficiente. Ela facilita identificar contas para seguir, identificar quem não me seguiu de volta, agendar postagens (o difícil está sendo arranjar tempo para produzir conteúdo para pôr nela, agora!) que serão republicadas bem mais frequentemente e sem minha intervenção etc.

Quem desejar adquirir essa ferramenta nesse preço descontado, vá até o AppSumo (link afiliado, recebo $10 de crédito para minha próxima compra), cadastre-se e procure (botão “Browse”, no topo”) pela oferta do SocialBee Accelerate Plan. Mas sério, quem quiser vá logo, para depois não se arrepender por ter perdido a promoção (via AppSumo eu já comprei GetStencil, WebSite Auditor, Brain.fm e consegui um ano gratuito de WorkFlowy – hoje, sou usuário premium dele).

Agora, lembrem-se que esta ferramenta deve ser usada para tarefas que podem ser automatizadas! O relacionamento com humanos não dá, então é por isso que quem segue a conta do @ClubeDoDinheiro sempre vê a mim mesmo respondendo as mensagens recebidas bem como lançando perguntas aos outros! Identificar pessoas em seu nicho dá para ser automatizado, repostar um artigo também, mas relacionamento com pessoas, não! Você pode até automatizar uma primeira mensagem para iniciar um diálogo, mas não há algoritmo inteligente o suficiente para conversar com outra pessoa em qualquer nicho e ainda agregar valor a ambos, então quem ainda tem que fazer isso é você!

Ah e quando falei lá em cima que pedi estorno da ferramenta MissingLettr foi verdadeiro mesmo (dois estornos em um mês, eles não devem estar muito felizes comigo). Primeiro eu estava pensando em expandir minha licença do SocialBee, mas HOJE já descobri uma ferramenta que parece muito boa para e-mail marketing e não sei se vocês perceberam não tenho feito experimento algum nessa outra área por aqui, então…

Então é isso. Vale a pena, sim, ainda investir em Marketing em Redes Sociais, mas com certeza não é algo tão fácil como era algum tempo atrás. Se você tiver as ferramentas certas, consegue reduzir o tempo gasto nisso e com isso o custo envolvido. Para quem possui um negócio de grande porte e não pode dedicar tanto tempo assim a aprender os detalhes e fazer por conta própria, o ideal é contratar um gerente ou agência de marketing eficiente, mas realmente não dá para ficar de fora.