Archive for Marketing

Pequenos negócios e redes sociais

Se você tem seu próprio pequeno negócio, provavelmente já sabe duas coisas: a publicidade nos meios de comunicação tradicionais (revistas impressas, jornais, TV, rádio, etc.) são bastante caros e ultimamente estão perdendo força para um novo tipo de comunicação, muito mais descentralizado e focado no usuário: as redes sociais.

E é nesse panorama que devemos ter atenção redobrada: pequenos negócios e redes sociais são uma combinação interessante, mas são necessários certos cuidados a fim de evitar desentendimentos ou esforços desperdiçados.

Enquanto que em mídias como a TV ou o rádio foco é apresentar o seu produto a uma grande massa de telespectadores (e rezar para que um bom número deles comprem seu produto), na Internet (principalmente nas redes sociais) o foco passa a ser atender as diversas necessidades que o seu público-alvo possa ter, bem como as suas dúvidas.

Supondo que você tenha uma concessionária, estar presente na mídia social e alardear o tempo todo as qualidades do seu carro pode não ser uma estratégia interessante – pode ser melhor responder dúvidas dos usuários sobre como melhor conversar um carro, como escolher um que se adeque ao seu perfil, como melhor financiar o mesmo, a hora certa de trocar de carro, etc. Sanando suas dúvidas, você estará criando uma imagem muito mais forte e positiva, com uma melhor reputação – e na Internet, hoje, reputação é uma palavra com grande peso!

Há diversas redes sociais sendo Twitter, Orkut, Facebook e Google Plus as mais visadas por quem possui um pequeno negócio. Isto porque essas redes apresentam um grande número de usuários ativos, sendo portanto interessante aplicar seus esforços em criar um bom relacionamento nelas. Sim, você leu bem: criar um bom relacionamento. Esta é mais uma “lei” para o sucesso nas redes sociais. Não basta somente estar presente, é necessário cultivar um bom relacionamento com todos que interagem com você, sua marca e/ou seu produto.

Há ferramentas que podem ajudá-lo a automatizar parte dessa tarefa, mas tome cuidado: quanto mais automatizado, menos “humano” será o processo, o que poderá prejudicar a sua imagem. Usuários gostam de interagir com outros usuários, não com “robôs”.

Se você já possui uma marca, o seu próximo passo é começar a protegê-la nas redes sociais. As marcas de sua empresa e de seus produtos/serviços devem ser protegidas, começando por registrar cada uma delas com sendo sua nos devidos websites. Caso alguém já a esteja utilizando, você pode tentar negociar com aquela pessoa para que ela lhe transfira a mesma. Outra coisa importante a ser feita é estar sempre monitorando o que outros usuários comentam nas redes sociais sobre seus produtos e empresa.

Com estes passos, quem possui um pequeno negócio já pode começar a dar seus primeiros passos nas redes sociais, um campo tão vasto e importante para o sucesso atualmente.

Investindo em Marketing

Se você possui uma empresa ou é um empregado ou profissional autônomo, não importa – Marketing é fundamental para todos, inclusive para você. Se você possui uma empresa, deve investir em Marketing a fim de que seus potenciais clientes conheçam seus produtos, sua marca e sua empresa. Se você é um empregado, deve investir no Marketing pessoal tal que seus superiores possam perceber suas grandes qualidades e, assim, conseguir melhores posições dentro da empresa. E se você é um profissional autônomo, da mesma forma que um empresário, precisa investir no Marketing de seus serviços. Sim, são formas diferentes de Marketing, mas todas apontam para uma mesma coisa: a importância de estarmos sempre investindo em Marketing.

Talvez você ainda não esteja convencido da importância do Marketing, mas há uma forma bem simples de resolvermos isso: sem o Marketing, o público-alvo que você visa pode não conhecer seus produtos ou serviços. E como você conseguirá vender produtos e serviços quando o seu público-alvo nem mesmo sabe que você existe?

Não basta ter o melhor produto ou serviço do mundo, é necessário que o mundo saiba disso! Uma frase que ilustra isso muito bem é “você deve ser o primeiro em seu segmento para o seu público-alvo”. Veja que não importa quem foi realmente o pioneiro, aquele que desbravou um determinado segmento. O que importa é “quando alguém precisa de um produto ou serviço, de quem ele lembra primeiro?”. Se a resposta não é a sua marca, então está na hora de investir pesado em Marketing.

Há inúmeros tipos de Marketing. Marketing pessoal, de serviços, direto, etc. Você precisa identificar qual a melhor abordagem para você e seu negócio, só assim poderá fazer a escolha certa. Afinal de contas, estratégias de Marketing custam tempo e dinheiro e você não está interessado em desperdiçar nenhum deles, não é?

Agora é por sua conta: agora que já compreendeu a importância do Marketing em sua vida, poderá dar um passo ainda mais importante, estudando-o e pondo-o em prática. E boa sorte, investindo em Marketing!

Trabalhando em casa: você sabe “vender o seu peixe”?

Olá a todos os amigos do Clube do Dinheiro! Já comentamos aqui em outras oportunidades sobre a importância do marketing pessoal para todos aqueles que trabalham em prestação de serviços (consultoria, desenvolvimento de software etc.), mas talvez não tenha ficado suficientemente clara tal relevância principalmente dentre aqueles que trabalham em casa, a partir de seu home office.


É, talvez você até “torça o nariz”, pois tudo o que você desejava era poder trabalhar em paz, de sua casa, recebendo propostas de trabalho e cumprindo-as. Mas simplesmente sentar e esperar que elas cheguem até você não será suficiente, você vai precisar planejar e executar sua estratégia de marketing pessoal, “vender o seu peixe”. E se você não está acostumado a isso, talvez não seja fácil da primeira vez – mas conforme for conquistando os frutos advindos de tal autopromoção, você se sentirá mais e mais motivado para fazer isso.


E por onde começo? Essa deve ser a pergunta em sua mente, neste exato momento. Comece por fazer uma lista de fóruns, grupos de discussão por e-mail e grupos ou comunidades em redes sociais relacionadas ao seu ramo de atuação. Vamos supor que você é um consultor de carreiras em esportes, então você deve considerar como relevantes todos os grupos, comunidades e fóruns onde possa encontrar possíveis clientes, não? Após construir tal lista, você deve inscrever-se em cada um deles e participar diariamente dos mesmos! Sim, diariamente, isso pode tomar um pouco de tempo na primeira semana, mas depois o fluxo de novidades será menor e você conseguirá filtrar e acompanhar as discussões que o interessam.


E o que devo escrever? Se você quer ser um expert em sua área de atuação, aja como sendo um expert! Sendo assim, tire dúvidas de outros membros do grupo, traga ou discuta notícias de sua área, publique textos de sua autoria explicando temas pertinentes etc. Aos poucos, você ganhará o respeito e admiração daqueles que participam daqueles grupos.


E quando me autopromover? Uma tentação que você deve evitar é a de autopromover-se em cada mensagem. Autopromoção em excesso não terá um impacto positivo para a sua imagem naquele(s) grupo(s). Em vez disso, primeiro contribua com o grupo até alcançar 30 ou 50 mensagens. Depois disso, caso seja permitido, publique uma nova mensagem comentando a respeito de seus serviços e como espera ajudar aqueles que o procurarem. Outra oportunidade é por meio da sua assinatura – em fóruns de discussão e e-mail, é possível configurar uma assinatura contendo uma mensagem textual com um hyperlink. Depois, você pode, vez ou outra, quando encontrar uma oportunidade adequada, comentar sobre os seus serviços em outras postagens que forem bem relevantes – geralmente de alguém justamente precisando de sua ajuda!


Não sou um expert em autopromoção, mas tenho certeza de que estes passos simples vão ajudá-lo a “vender seu peixe” pela web. Você também pode buscar alternativas offline, como escrever artigos ou colunas para revistas em sua área e publicar anúncios em classificados de jornais locais, entre outros. Abra bem os seus olhos e não perca as oportunidades para fortalecer seu marketing pessoal!

Marketing Digital nos pequenos negócios

Você conhece o Marketing Digital? Sabe qual a sua importância para os pequenos negócios? Talvez até saiba, mas ainda não sabe como aplicar em seu negócio? Então está no lugar certo, pois iremos falar agora justamente sobre isso, sobre o Marketing Digital nos pequenos negócios.

Marketing Digital nada mais é que a aplicação dos diversos conceitos e princípios de Marketing por meio do computador, ou para ser mais específico, por meio da Internet.

A Internet desempenha atualmente um papel muito forte em nossa sociedade: é por meio dela que nos comunicamos, divertimos, compramos, estudamos e até mesmo trabalhamos! Desta forma, começou a crescer como um canal de comunicação de fácil acesso aos clientes, por vezes até mais interessante do que a comunicação por meio da televisão ou do rádio!

Todos concordam com isso, mas infelizmente ainda há empresas bastante limitadas quanto ao uso desse novo canal de comunicação com o cliente, perdendo assim uma grande oportunidade. Com o tempo, essas empresas perceberão tal necessidade e buscarão utilizar-se da Internet em suas estratégias de Marketing também, entretanto os primeiros sempre levam vantagem sobre os últimos. Você vai deixar que isso aconteça com o seu empreendimento também?

Quatro são os pilares do Marketing: produto, preço, praça (distribuição) e promoção (comunicação). Esses elementos, também conhecidos como os quatro P’s do Marketing ou componentes do Marketing Mix, também são importantes em qualquer estratégia de Marketing Digital e não devem ser desconsiderados.

No Marketing Digital, há várias estratégias possíveis para a comunicação com o cliente, dentre elas:

  • Email marketing – prática que consiste em desenvolver uma lista de emails de pessoas interessadas (e que voluntariamente optaram por fazer parte da lista!) e enviar-lhes mensagens (publicitárias ou não) de seu interesse de forma periódica ou esporádica;
  • Article marketing – prática de publicação de artigos em blogs, sites informativos ou diretórios de artigos, visando chegar até o seu público-alvo por meio deles ou por meio de uma melhoria do posicionamento do seu negócio nos motores de busca;
  • Search engine marketing – prática que visa melhorar o posicionamento de seu negócio em motores de busca focando palavras-chave relacionadas ao seu nicho. Pode-se utilizar do article marketing bem como de diversas outras técnicas de SEO;
  • Buzz marketing – também conhecido como marketing viral, trata-se do emprego de estratégias que levem o próprio consumidor a falar sobre o seu negócio para outras pessoas e estas para outras, espalhando-se da mesma forma que um vírus.

E estas são somente algumas das estratégias que podem ser aplicadas no Marketing Digital nos pequenos negócios. Obviamente, devido à diversidade de fatores, técnicas e estratégias envolvidas, é interessante que a empresa busque um profissional da área de Marketing habilitado.

Passo-a-passo para o sucesso no marketing em mídias sociais

Não importa se você possui um pequeno negócio ou se é um profissional autônomo, se possui um escritório próprio ou se trabalha a partir de casa, quando o assunto é alcançar novos clientes de forma efetiva, uma das melhores formas atualmente é por meio das mídias sociais. E isso já não é tão novidade: desde a época do Orkut (quem aí ainda lembra dele?) que vemos muitas pessoas tentando usar de tais canais de comunicação para divulgar produtos e serviços – entretanto, feito muitas vezes de forma totalmente errada. Bem, hoje vamos discutir um pouco alguns passos a serem executados a fim de ter um melhor impacto nas redes sociais.

1. Tudo começa pela escolha de seu nome de usuário. Se você ainda não tem uma conta de usuário em cada rede social para o seu negócio, então você precisa ir em cada uma delas e configurar suas contas o quanto antes, a fim de tentar assegurar os melhores nomes possíveis. O ideal é conseguir exatamente o mesmo nome de sua empresa, atividade que exerce ou o seu próprio nome (no caso de profissionais autônomos), mas caso isso não seja possível, tente conseguir nomes tão próximos quanto for possível.

2. Crie listas de mensagens a publicar. Um aspecto importante para sobressair-se nas redes sociais é a participação por meio de publicação de mensagens – e pode parecer fácil escrever uma ou duas mensagens, mas torna-se um desafio quando se tenta produzir conteúdo em quantidade suficiente para manter seguidores atentos à sua marca. No Twitter, por exemplo, contas recentes podem publicar 10 a 20 tweets por dia, mas contas mais velhas podem tweetar até mesmo 100 vezes ou mais por dia sem levantar suspeita de spamming – isso depende, claro, do conteúdo das mensagens publicadas. Tire proveito disso, criando listas com dezenas ou mesmo centenas de mensagens e, por meio de alguma ferramenta para agendamento, faça com que as mesmas sejam publicadas ao longo de dias ou mesmo semanas.

3. Identifique seu público-alvo. As redes sociais apresentam número de usuários na casa das centenas de milhões. Entretanto, você não precisa chamar a atenção de todos eles, apenas daqueles que compõem o público-alvo de seu negócio. Para tal, identifique quem segue os grandes influenciadores de seu nicho ou escreve mensagens envolvendo palavras-chave relevantes para o seu negócio.

4. Interaja com seguidores e influenciadores. A fim de garantir uma maior repercussão de suas mensagens e chamar a atenção de potenciais clientes, você precisa interagir nas redes sociais. Para tal, envie desafios, perguntas ou respostas para perguntas daquelas pessoas. Essa interação deve ser levada a sério e realizada pelo menos uma vez por dia – e não dá para ser automatizada!

5. Automatize algumas tarefas de forma moderada. Como disse no item anterior, algumas coisas não podem ser automatizadas, mas há outras que podem e devem ser automatizadas – porém de forma moderada, a fim de não caracterizar spamming, o que poderia significar até mesmo o banimento de sua conta de usuário! A fim de determinar o nível de automação que deve realizar, basta usar o bom senso e perguntar a si mesmo quantas vezes por hora ou por dia uma usuário normal executa certas tarefas no Twitter e não extrapolar aqueles valores.

6. Conecte as suas contas de redes sociais. Certas ferramentas permitem a conexão de várias contas de redes sociais, permitindo que aquilo que é publicado em uma conta seja postado automaticamente em outra e assim por diante. Esse mecanismo é muito interessante pois, aliado aos itens 4 e 5, permite-lhe aumentar o seu poder de alcance nas redes sociais sem parecer um spammer.

7. Busque alternativas para alavancar seus resultados. Agora que você já possui os alicerces do processo de promoção de seu empreendimento em redes sociais, é hora de alavancar os resultados. Isso pode ser feito por meio de publicidade dentro das redes sociais (Facebook e Twitter já oferecem tal opção), contratando serviços de promoção em contas de usuários populares (em Fiverr.com há vários gigs oferecendo tal serviço) ou mesmo criando outras subcontas para retweetarem e favoritarem seu conteúdo, criando assim algum grau de interação inicial para despertar a curiosidade de outras pessoas quanto ao que você tem a oferecer.

Sete passos simples que, se bem empregados, podem ajudar seu negócio a sair do anonimato nas redes sociais e trazer ROI em um período curto (menos de um ano), uma vez que todos esses passos podem ser executados com orçamentos muito curtos. Em outra oportunidade, falaremos mais a respeito de como elaborar conteúdo motivador para redes sociais!