Análise financeira – prática | Clube do Dinheiro

Análise financeira – prática

E aqui estamos nós, último artigo do curso de Análise da viabilidade de um negócio online. Até parece que foi ontem que começamos, aos poucos, a ir analisando as diversas variáveis a fim de determinar se aquela ideia que tínhamos era realmente viável ou não, lembra?

Jeniffer já apresentou aqui toda a parte teórica sobre a análise financeira e acredito que não haverá muito o que acrescentar agora, pois, conforme perceberão, a análise financeira varia muito de um tipo de negócio para outro, o que dificulta muito termos uma “receita de bolo” ou “melhores maneiras” para tal finalidade.

Em resumo, na análise financeira você precisa responder às seguintes perguntas (todas de forma afirmativa, claro!):

  • Você já calculou todo o capital inicial (investimento em infra-estrutura + capital de giro) necessário para iniciar o seu negócio?
    • Se não, aqui está a dica: procure em mecanismos de busca como o Google por “investimento para <negócio>” substituindo a expressão <negócio> pelo tipo de negócio que deseja abrir. Pesquise bastante, até tomar nota de todos os custos mencionados e então avalie se todos são necessários ou não, após isso, calcule o capital de giro necessário como sendo o valor para manter toda a estrutura por no mínimo seis meses;
  • Você já desenvolveu o seu plano de negócio? Sabe exatamente o que precisará fazer para conseguir ganhar dinheiro em seu novo empreendimento (Infra-estrutura, contratação de pessoal, softwares necessários, treinamento de pessoal, detalhamento dos processos, estratégias de marketing, etc.)? Todos esses custos estão realmente inclusos em seu cálculo de capital inicial?
    • Esta é uma parte extremamente muito importante: se você não conhece tudo que precisará fazer, as chances de estimar incorretamente os custos e assim prejudicar a sua análise financeira são muito grandes! Neste ponto, analise o que seus concorrentes estão fazendo: quais as estratégias de marketing adotadas? Como se dá todo o processo? Quais softwares e ferramentas são utilizados? Por quê? Não faça uma análise superficial! Leve uma semana ou mais, fazendo uma investigação tão aprofundada quanto for possível e reflita todas essas informações em seu plano de negócio. O Sebrae-MG oferece gratuitamente um software para elaborar plano de negócios;
  • Você já possui todo o capital inicial necessário para o seu negócio?
    • Caso você não possua todo o capital inicial, poderá conseguir um empréstimo ou financiamento junto a um banco, mas deverá lembrar de incluir as prestações da dívida formada em suas despesas mensais para a análise financeira, enquanto que se já tiver o dinheiro ficará livre de incluir tal despesa em suas estimativas. A inclusão das prestações é necessária para evitar que a própria dívida formada para conseguir o dinheiro acabe por levá-lo todo embora, falir o seu negócio e ainda deixá-lo endividado! Quando se toma um empréstimo para abrir um negócio, é preciso fazer as contas com muita calma! Outra opção é procurar um investidor. Procure por “investidores de risco” ou “capital de risco” na internet e tente contatar algum, mas lembre-se de ter todo o seu plano de negócio bem estruturado, deixar bem clara qual seria a participação do investidor e o que ele irá lucrar com isso (principalmente o quanto ele irá lucrar!);
  • Você sabe quanto lhe custará a fabricação ou aquisição de cada produto bem como os custos de frete para enviá-lo ao cliente? (caso pretenda prestar serviços, considere os custos necessários na prestação de um serviço para um cliente)
    • Entre em contato com potenciais fornecedores de matéria-prima ou do produto em si, verifique custos para a montagem e entrega do produto. Quanto mais informações sobre tudo o que estiver envolvido, melhor será para a sua análise;
  • O preço que você definiu para o seu produto ou serviço é atraente o suficiente para o cliente, oferecendo um produto que supere suas expectativas ou com um preço menor que o do concorrente?
    • Parte muito importante: você pretende impressionar o cliente oferecendo um preço baixo ou um produto com um diferencial desejável? Pense bem e defina um preço que agrade o cliente mas sem prejudicá-lo;
  • A venda de cada unidade do produto dá-lhe uma margem positiva? (isto é, preço de venda menos custo de fabricação e envio é maior que zero?)
    • Obviamente, se a conta aqui não “fechar”, você estará em sérios problemas!
  • O total de unidades do produto que devem ser vendidas (ou quantos clientes precisa atender, no caso de prestação de serviços) para que consiga pagar todos os gastos mensais (manutenção de equipamentos, pessoal, aluguel, seu pró-labore, etc.) é um número viável?
    • O cálculo é bem simples: qual a despesa mensal total com infra-estrutura e pessoal? Divida isso pelo lucro esperado na venda de cada produto (lucro = preço de venda – custo de produção) e você saberá quantas unidades precisa vender. Divida esse número por 20 (número de dias úteis por mês) e você saberá quanto precisará vender por dia no mínimo para manter toda essa estrutura. É um valor aceitável? Pode-se alcançá-lo dentro de seis meses?
  • Há realmente espaço no mercado para o seu negócio ou você é capaz de introduzir um bom diferencial que atraia o consumidor?
    • Aqui entra mais uma boa análise do mercado. Cuidado para não “ir com muita sede ao pote”, pensando que conseguirá facilmente ocupar posição no mercado, pois para um entrante (empresa que está entrando naquele mercado) é muito mais difícil estabelecer-se em um mercado já maduro do que em um mercado ainda em expansão. Lembre-se disso!
  • Você já traçou uma projeção financeira com os dados calculados para avaliar os diversos panoramas futuros? É perceptível uma curva de crescimento positiva?
    • Para ajudar nesta tarefa, estou disponibilizando aqui um modelo de planilha para planejamento financeiro que utilizo que é bastante simples: você pode utilizar ela para efetuar uma projeção financeira, fluxo de caixa e outros fins. No meu caso, a utilizo para o controle do fluxo de caixa, para saber quanto está entrando e quanto está saindo a cada mês.

É perceptível que, dependendo do tipo de negócio, pode ser necessária alguma adaptação a uma ou outra pergunta da lista, mas, no geral, esta é a ideia.

Bem, se você respondeu alguma pergunta com um “não, mas…” ou um “errr…”, volte até ela e cumpra o que é pedido. Se você perceber que, depois de tudo, há algo que é realmente um entrave e que você não poderá resolver, então você deveria procurar um outro tipo de negócio. Mas se você já respondeu sim a todas as perguntas, meus parabéns, está na hora de começar o seu negócio! 😉

E para aqueles que concluíram este curso e agora possuem uma verdadeira oportunidade de negócio em mãos, fiquem felizes, pois agora só depende de vocês para implementar a mesma e começar a faturar!

E então, alguma desculpa agora para não efetuar a análise da viabilidade de um negócio online antes de começá-lo? 😉

[Este artigo faz parte de uma série que compõe o curso Análise da viabilidade de um negócio online]

Quer baixar nosso e-book Manual do Investidor?

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

3 comentários

  1. Jeniffer says:

    Aeee…

    Fechou o curso com chave de ouro, como sempre!

    Parabéns!

  2. admin says:

    Olá Jeniffer!

    Uma coisa que esqueci de escrever no curso e gostaria de fazê-lo agora é agradecer a sua participação no curso, pois o mesmo com certeza não teria sido o mesmo se não tivesse sido escrito “a quatro mãos”!

    Muito obrigado e com certeza teremos muitos outros cursos pela frente, mas por agora, pessoal, Jeniffer estará escrevendo artigos sobre diversos temas a fim de abrangermos vários conteúdos que até agora não foram discutidos por aqui, trazendo assim novos conhecimentos a todos. É sentar e assistir! 😉

    Ah, e ESTE AQUI é o milésimo comentário aprovado! Se todos os comentários já tivessem sido publicados e respondidos, este número já teria sido atingido umas duas ou três semanas atrás, mas fico feliz, pois não é qualquer blog que pode dizer que possui 1000 comentários aprovados reais (spam é sempre deletado)!

  3. Jeniffer says:

    Olá!

    Não precisa agradecer porque adorei fazer parte deste curso e concordo que não seria o mesmo se fosse feito somente com duas mãos! Isso mostra mais uma vez a importância do trabalho em equipe (adoro esta matéria nas aulas de Liderança ou Gestão de Pessoas)…

    Ah sim, os cursos não podem parar mesmo.Na verdade estamos apenas deixando que nossos leitores descansem um pouco para poder aprender sobre assuntos diferentes e interessantes para aumentar as chances de ganharem dinheiro! E para quem quiser enviar sugestões de novos cursos é uma ótima oportunidade.

    E parabéns por ter chegado aos 1000! Realmente o que importa é qualidade e não quantidade, mas você conseguiu chegar aos 1000 com qualidade também!Qual a próxima meta agora?rs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *